Mercado abrirá em 9 h 11 min

Quem são e como ver o lançamento dos astronautas da Crew-1 neste domingo (15)

Patrícia Gnipper
·4 minuto de leitura

Depois do sucesso da missão de testes Demo-2, que, no final de maio, levou dois astronautas da NASA à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave Crew Dragon, da SpaceX, chegou a hora de a empresa de Elon Musk realizar sua primeira missão verdadeiramente operacional com a NASA. A Crew-1 levará quatro astronautas à ISS neste domingo (15) à noite — isto é, se mais nenhum imprevisto surgir e o lançamento não for adiado de novo.

O voo estava programado para acontecer no sábado (14), mas a NASA decidiu postergar o lançamento em um dia por conta da ação de ventos intensos, que impediriam a recuperação do primeiro estágio do foguete Falcon 9 — ele deve pousar em uma embarcação da SpaceX que fica no Oceano Atlântico, mas, com a tempestade tropical Eta, que afeta a região da Flórida, não foi possível liberar o navio em tempo de ele chegar ao local onde o resgate será feito. Esse booster será reutilizado para lançar a missão Crew-2 no ano que vem; portanto, é de extrema importância que ele seja recuperado.

A cápsula Crew Dragon posicionada no topo do foguete Falcon 9, preparada para o lançamento da Crew-1 (Imagem: Reprodução/SpaceX)
A cápsula Crew Dragon posicionada no topo do foguete Falcon 9, preparada para o lançamento da Crew-1 (Imagem: Reprodução/SpaceX)

Esta será a segunda vez que a SpaceX faz um voo espacial tripulado para a NASA, marcando, de vez, o fim da parceria da agência espacial estadunidense com os russos no que diz respeito ao envio de astronautas à ISS. Desde o fim do programa dos ônibus espaciais, em 2011, os EUA pagavam por assentos nas naves Soyuz, da agência espacial russa Roscosmos, para que a ISS não ficasse sem norte-americanos a bordo. Agora o programa Commercial Crew entra em ação de uma vez por todas, garantindo que empresas privadas (como a SpaceX e a Boeing) se encarreguem de levar astronautas dos EUA ao espaço, tudo contando com foguetes e naves estadunidenses, em lançamentos partindo de solo também estadunidense.

Assim que chegarem à ISS, na madrugada entre segunda (16) e terça (17), o quarteto de astronautas iniciará uma estadia de seis meses de duração, e eles terão de lidar com algumas dificuldades causadas pela superlotação no laboratório orbital. É que, atualmente, a ISS abriga os três membros da Expedição 64 e, quando a Crew-1 chegar, mais quatro astronautas se juntarão a eles — só que a ISS só tem dormitórios para até seis pessoas. Ou seja: um deles provavelmente terá de dormir na nave Crew Dragon, carinhosamente apelidada de Resilience ("Resiliência").

Quem são os astronautas da missão Crew-1

(Imagem: Reprodução/NASA)
(Imagem: Reprodução/NASA)

A missão conta com o comandante Michael Hopkins, da NASA, selecionado como astronauta pela agência espacial em 2009. Ele já esteve por 166 dias no espaço como membro das Expedições 37 e 38, realizando duas caminhadas espaciais, num total de 12 horas e 58 minutos do lado de fora da ISS.

Victor Glover é o piloto da Crew Dragon na Crew-1, sendo também o segundo na hierarquia de comando da missão. Com experiências aéreas enquanto aviador naval e piloto de testes, esta será a primeira vez que ele viaja ao espaço enquanto astronauta da NASA, tendo sido selecionado na turma de 2013.

A especialista da missão é Shannon Walker, a terceira tripulante da NASA na Crew-1 e que se tornará engenheira de voo para a Expedição 64. Ela foi escolhida como astronauta pela agência espacial em 2004 e já esteve no espaço, passando 161 dias fora da Terra como membro das Expedições 23 e 24, quando conduziu mais de 130 experimentos no ambiente de microgravidade.

O quarto e último astronauta da missão é Soichi Noguchi, da agência espacial japonesa JAXA. Ele será o primeiro estrangeiro a voar na Crew Dragon, que, até então, só transportou astronautas dos EUA.

Como assistir ao lançamento da Crew-1 ao vivo

Como de costume, a NASA vai transmitir, ao vivo, todos os momentos relevantes da missão Crew-1, desde os bastidores enquanto os astronautas chegam à plataforma de lançamento, passando pelos instantes em que eles se posicionam na espaçonave e chegando ao grande momento do lançamento, em si.

Tudo começa no domingo (15) às 17h15 (horário de Brasília), quando a cobertura do Canaltech também começará aqui no site — nós vamos trazer, em texto e imagens, todos os principais acontecimentos com atualização em tempo real para você. Por volta das 21h, está previsto o lançamento propriamente dito — ou seja, até lá, o que você acompanha serão os preparativos, incluindo os momentos de ansiedade enquanto a NASA não dá o "go" oficial para o lançamento.

Já à 1h da madrugada de terça-feira (17), a Crew Dragon deve chegar à ISS, quando será acoplada à estação, com os astronautas recebendo as boas-vindas dos atuais tripulantes assim que as escotilhas forem abertas.

Tudo isso será transmitido no site NASA Live, mas você pode acompanhar a todos os momentos também no vídeo abaixo, cuja transmissão começa no domingo às 17h15:

Já para o momento principal do lançamento, quando o foguete Falcon 9 levantará voo, você tem a opção de assistir tudo ao vivo com comentários em português feitos por Salvador Nogueira, do Mensageiro Sideral, cuja live começa às 21h:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: