Mercado fechado

Quem é Zhong Shanshan, o 'lobo solitário' que se tornou a pessoa mais rica da China com seu negócio de água engarrafada

·4 minutos de leitura
Zhong Shanshan
Zhong Shanshan, criador e proprietário de uma empresa de água engarrafada chamada Nongfu Spring, desbancou o fundador do Alibaba, Jack Ma, como a pessoa mais rica da China

A China, país com mais bilionários do mundo, tem um novo magnata entre os mais ricos.

Zhong Shanshan, o criador e proprietário de uma empresa de água engarrafada chamada Nongfu Spring , substituiu o fundador do Alibaba, Jack Ma, como a pessoa mais rica do gigante asiático, de acordo com a agência de notícias financeiras Bloomberg.

Segundo a lista de bilionários mais recentes da Bloomberg, Zhong tem um patrimônio que chega a US$ 58,7 bilhões, o que também o coloca na 17ª posição entre as 500 pessoas mais ricas do mundo.

Ele também é a segunda pessoa mais rica da Ásia, atrás de Mukesh Ambani, o bilionário indiano que é dono da Reliance Industries, um conglomerado de empresas de energia, petroquímica, têxteis, recursos naturais, varejo e telecomunicações.

O empresário chinês, que ocupava o terceiro lugar na lista de bilionários de seu país nos anos anteriores, passou para o primeiro lugar depois que a Nongfu Spring abriu seu capital recentemente e após sua participação majoritária em um fabricante de vacinas.

Quem é Zhong Shanshan?

Zhong é considerado um caso excepcional entre os bilionários da China, já que a maioria deles no país asiático tem negócios ligados à indústria de tecnologia.

O empresário também é conhecido por não ter muitos amigos entre as elites empresariais chinesas e por ter um estilo de vida discreto, o que lhe valeu o apelido de "lobo solitário".

Engarrafadora que lhe deu fortuna foi criada em 1996
Engarrafadora que lhe deu fortuna foi criada em 1996

Nascido em 1954 em Hangzhou, capital da província chinesa de Zhejiang, Zhong foi forçado a abandonar a escola após a Revolução Cultural.

A partir do final dos anos 1960, trabalhou com construção, como repórter de jornal e como vendedor de bebidas antes de abrir seu próprio negócio.

A engarrafadora que o lançou para a fortuna foi criada em 1996 e em poucos anos, através do crescimento e da aquisição de outras empresas, tornou-se a maior produtora de água engarrafada da China.

Ela também está entre as três principais empresas no mercado de chá e suco engarrafado, e as garrafas com tampa vermelha da Nongfu Spring são vendidas em todo o país, de pequenas lojas a hotéis de luxo.

Jack Ma
Jack Ma, do Alibaba, durante anos encabeçou a lista dos mais ricos da China, com patrimônio avaliado em US$ 34 bilhões

Mas os lucros do empresário também se beneficiaram com a pandemia: Zhong é o maior acionista da Beijing Wantai Biological Pharmacy Enterprise, que fabrica kits de teste para covid-19.

Em abril, a farmacêutica foi listada na bolsa de valores chinesa, e a participação majoritária de Zhong na empresa elevou sua fortuna geral para US$ 20 bilhões em agosto.

A empresa farmacêutica afirma que fez parceria com duas universidades para desenvolver uma vacina candidata para combater o coronavírus.

Como Zhong se tornou o homem mais rico da China?

Segundo a Bloomberg, a volatilidade das ações de empresas como Huawei, TikTok e WeChat devido às sanções americanas afetou o valor de mercado da tecnologia chinesa.

Como resultado, o setor de alimentos e produtos domésticos do país agora está competindo com sua indústria de tecnologia entre aqueles com mais milionários.

As ações da Nongfu Spring, por exemplo, subiram 54% no primeiro dia de negociação no início deste mês na Bolsa de Valores de Hong Kong.

E, após uma semana amarga para empresas de tecnologia, o magnata chinês foi alçado ao topo do ranking de milionários da China.

No entanto, de acordo com a Bloomberg, Zhong não deve ficar muito tempo à frente de Ma, que ocupou o primeiro lugar nos últimos seis anos.

O Ant Group, apoiado pelo Alibaba, deve ser listado nas bolsas de valores da China e de Hong Kong no próximo mês, aumentando ainda mais a riqueza do magnata da tecnologia.

A empresa de pagamentos online poderia render a Ma cerca de US$ 28 bilhões se a empresa atingir a avaliação de US$ 250 bilhões que tem como objetivo.

Segundo dados do Credit Suisse e do Relatório Hurun, desde o ano passado a China se tornou o país com mais bilionários do mundo, à frente dos Estados Unidos e da Índia.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!