Mercado abrirá em 9 h 35 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,82
    -0,06 (-0,08%)
     
  • OURO

    1.862,20
    -3,70 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    40.443,09
    +1.515,51 (+3,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.009,92
    +41,08 (+4,24%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.513,88
    -328,25 (-1,14%)
     
  • NIKKEI

    29.375,94
    +214,14 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.141,00
    +16,25 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1451
    +0,0136 (+0,22%)
     

Quem é Ricardo Nunes, que assume Prefeitura de São Paulo após a morte de Bruno Covas

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — Com a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, o vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), assume a gestão da maior cidade do país. Indicado a candidato na chapa de Bruno Covas (PSDB) como resultado de um arranjo político, após a recusa do apresentador José Luiz Datena e do deputado Celso Russomano (Republicanos), e quando ocupava o cargo de vereador pelo MDB, Ricardo Nunes tem trajetória curta na política, mas conseguiu cultivar boas relações na Câmara Municipal.

Além das alianças, pesou na escolha de Covas o fato de o dono de uma empresa de controle de pragas, de 53 anos, ser conhecido pela discrição e ter uma biografia sem escândalos. Mas, ainda no meio do primeiro turno da eleição, veio a público uma denúncia de violência doméstica feita em 2011 pela mulher de Nunes. O casal reatou o relacionamento e a investigação não foi à frente, mas, com a publicidade do caso, ambos tiveram de dar explicações sobre o episódio e alegaram que o fato ocorreu num momento de instabilidade emocional já superado. Pouco antes, ligações do vice com entidades que prestam serviços para a prefeitura na área de creches também vieram a público e causaram desgaste.

Nunes foi eleito pela primeira vez em 2012, sob a bênção do vereador Milton Leite (DEM), um dos políticos mais influentes de São Paulo. O reduto eleitoral dos dois é a periferia da Zona Sul da cidade. Católico, integrava a bancada cristã da Câmara de Vereadores. Durante a campanha a vice-prefeito, declarou:

— Meu papel será o de somar esforços com o prefeito em tudo o que ele precisar. Vamos cuidar das pessoas numa gestão humanizada. Meu conhecimento das finanças públicas e da Câmara Municipal estarão sempre à disposição da liderança do prefeito e dos paulistanos.