Mercado abrirá em 9 h 29 min
  • BOVESPA

    99.621,58
    -969,83 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.061,61
    -373,84 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,17
    +0,39 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.819,90
    +2,40 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    20.065,62
    -280,39 (-1,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    430,74
    -8,92 (-2,03%)
     
  • S&P500

    3.818,83
    -2,72 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.029,31
    +82,32 (+0,27%)
     
  • FTSE

    7.312,32
    -11,09 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    22.056,38
    +59,49 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    26.561,05
    -243,55 (-0,91%)
     
  • NASDAQ

    11.666,00
    -25,00 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4302
    +0,0196 (+0,36%)
     

Quem é Gui Santos, único brasileiro no Draft da NBA, nesta quinta-feira

Destaque jovem, jogador que mais evoluiu em 2021 e melhor sexto homem na última temporada do Novo Basquete Brasil (NBB) pelo Minas. Mesmo aos 20 anos, o brasiliense Gui Santos já coleciona reconhecimento e pode se tornar mais um da lista de brasileiros a jogar na principal liga do basquete mundial. Campeão da Copa Super 8 com o time mineiro em 2021, ele é o único brasileiro nesta edição do Draft da NBA, que acontece nesta quinta-feira.

O ala-armador, de 2,02m, atuou em 37 jogos na última temporada do NBB e obteve médias de 10,1 pontos, 3,9 rebotes e 2 assistências em aproximadamente 25 minutos por partida. Em 2021, Gui já havia se candidatado no Draft, mas acabou preferindo retirar o nome da listagem da liga.

Treinando nos Estados Unidos desde o fim da temporada brasileira, o jovem já participou de treinos coletivos em dez franquias da NBA, entre elas, Orlando Magic, Portland Trail Blazers, Phoenix Suns, Houston Rockets e Cleveland Cavaliers.

— É um pouco difícil controlar a ansiedade, especialmente nessa reta final. Estou mantendo a cabeça ocupada, assim o tempo passa mais rápido. Fiz bons treinos, fortes, de muita intensidade, e consegui mostrar o que posso fazer no ataque e na defesa, além da minha personalidade — declarou o jovem.

O ala também participou de treinos coletivos com os finalistas da liga, Boston Celtics e Golden State Warriors. Sobre treinar na estrutura dos atuais campeões da liga, o ala do Minas declarou:

— Estar lá naquele cenário, naquela estrutura inacreditável, foi uma experiência incrível. Fiz o meu melhor e ter a oportunidade de entrar na NBA seria o melhor presente que eu poderia ganhar — afirmou Gui, que comemorou seu aniversário de 20 anos na última quarta-feira, véspera do Draft.

Como funciona o Draft da NBA?

O Draft da NBA é a principal porta de entrada para jovens atletas na liga americana. Ele é dividido em duas rodadas, com cada uma das 30 equipes escolhendo duas vezes, totalizando 60 selecionados. As quatro primeiras escolhas são reservadas para os 14 times que ficaram fora dos playoffs da temporada anterior e a ordem é definida por um sorteio, no qual as piores equipes têm mais chance de escolherem primeiro. Esse sorteio procura evitar que equipes escolham perder propositalmente para garantir as escolhas mais altas.

As 16 escolhas seguintes da primeira rodada são decididas com base na classificação da última temporada regular, assim o time campeão seleciona por último. A segunda rodada inteira obedece a ordem inversa da classificação final da temporada anterior.

As escolhas podem ser negociadas entre equipes durante e antes da loteria, por isso é comum ver times com mais de duas escolhas ou até nenhuma, como o Los Angeles Lakers que não direito a escolha pelo segundo ano consecutivo.

O Draft será nesta quinta-feira, às 20h30 (Brasília), no Barclays Center, em Nova York. Caso seja draftado, Gui Santos será o 19° brasileiro a jogar na NBA, o 16° a entrar na liga via draft. A cerimônia terá transmissão da ESPN 2 (TV fechada) e STAR+ (streaming).

Confira brasileiros que já foram draftados na NBA

1976 – Marquinhos Abdala (Portland Trail Blazers – 162ª posição)

1984 – Oscar Schmidt (New Jersey Nets – 131ª posição)

1988 – Rolando Ferreira (Portland Trail Blazers – 26ª posição)

2002 – Nenê Hilário (New York Knicks – 7ª posição)

2003 – Leandro Barbosa (San Antonio Spurs – 28ª posição)

2004 – Rafael Araújo (Toronto Raptors – 8ª posição)

2004 – Anderson Varejão (Orlando Magic – 30ª posição)

2006 – Marcus Vinícius (New Orleans/Oklahoma City Hornets – 43ª posição)

2007 – Tiago Splitter (San Antonio Spurs – 28ª posição)

2010 – Paulão Prestes (Minnesota Timberwolves – 45ª posição)

2012 – Fab Melo (Boston Celtics – 22ª posição)

2013 – Lucas Nogueira (Boston Celtics – 16ª posição)

2013 – Raul Neto (Atlanta Hawks – 47ª posição)

2014 – Bruno Caboclo (Toronto Raptors – 20ª posição)

2019 – Didi Louzada (Atlanta Hawks – 35ª posição)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos