Mercado abrirá em 4 h 11 min
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,66
    +0,55 (+0,62%)
     
  • OURO

    1.776,90
    +0,20 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    23.402,15
    -426,36 (-1,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    555,98
    -16,84 (-2,94%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.497,06
    -18,69 (-0,25%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.448,00
    -45,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2473
    -0,0119 (-0,23%)
     

Quem é Adam Warlock e qual deve ser seu papel em Guardiões da Galáxia 3?

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Guardiões da Galáxia 3 é a despedida de James Gunn e de todo o elenco do grupo do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês), mas isso não quer dizer que o longa vai deixar de apresentar novos rostos a esse lado cósmico do estúdio. E uma das principais novidades nesse sentido é a chegada de Adam Warlock na trama.

A presença do personagem é algo que já vinha sendo sugerido já há algum tempo. Em Thor: Mundo Sombrio, a aparição de um casulo fez a meia dúzia de leitores que conhecia o herói suspeitar que ele estava a caminho. Já em Guardiões da Galáxia 2, as dúvidas foram deixadas de lado quando uma cena pós-crédito confirmou que o Jesus da Marvel seria mesmo introduzido na sequência.

Nos quadrinhos, Adam Warlock sempre foi um dos seres mais poderosos da Marvel (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Nos quadrinhos, Adam Warlock sempre foi um dos seres mais poderosos da Marvel (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O grande ponto é que, apesar de toda essa preparação, Adam Warlock é um nome bastante desconhecido do grande público — inclusive de boa parte dos leitores de quadrinhos. Mesmo sendo um dos seres mais poderosos dos quadrinhos, suas aparições em histórias são bem pontuais, mas pode ser que sua estreia neste momento do MCU nos dê boas dicas do que está por vir.

O homem do casulo

Antes de entrarmos nos pormenores da história de Adam Warlock, é bom entender por que a aparição de um simples casulo nos filmes causou tanto rebuliço entre os fãs. Afinal, para além de sua origem rocambolesca e do seu visual dourado, o invólucro é uma de suas marcas registradas.

É por meio dela que Warlock é um dos poucos seres realmente imortais da Marvel. Mesmo que ninguém morra de verdade nas HQs, o personagem é um dos únicos que têm essa característica atrelada aos seus poderes. Tanto que, em uma história, a própria Morte afirmou não ter influência sobre sua existência.

O casulo da cena pós-crédito de Guardiões da Galáxia 2 deu a deixa do que podemos esperar da sequência (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
O casulo da cena pós-crédito de Guardiões da Galáxia 2 deu a deixa do que podemos esperar da sequência (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Não por acaso, é muito comum ser criada uma aura quase divina em torno dele e isso passou a ser explorado por roteiristas para fazê-lo não só um herói de poderes inimagináveis, mas a origem de um vilão igualmente perigoso.

O Jesus da Marvel

Embora tenha aparecido originalmente por Stan Lee e Jack Kirby em Fantastic Four #66 (1967) — publicada no Brasil pela primeira vez em O Poderoso Thor #16 (1976) pela editora Bloch —, a criação de Warlock é considerada feita em muitas mãos, já que o conceito passou por diversas transformações já em seus primeiros anos.

O casulo sempre foi uma marca registrada de Adam Warlock quanto ele ainda se chamava Ele (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
O casulo sempre foi uma marca registrada de Adam Warlock quanto ele ainda se chamava Ele (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Inicialmente, surge com o nome de apenas Ele, um ser criado artificialmente pelo grupo criminoso conhecido como Enclave. A ideia desses vilões era dar vida ao ser humano perfeito para criar o novo passo da evolução e, com isso, dominar o mundo com essa super raça que eles controlavam.

Só que o plano não deu nada certo. Tão logo Ele despertou de seu casulo, identificou as intenções malignas de seus criadores e se rebelou. Ao derrotar o Enclave, se isolou no espaço.

A partir daí, ele faz apenas algumas aparições aqui e ali, mas nada muito significativo. No máximo, toma uma surra do Thor depois de sequestrar a Lady Sif para tentar se casar com a asgardiana. Como quase morre no confronto, some no espaço em sua forma de casulo.

Depois de surgir com o nome de Ele, Adam Warlock ganha seu nome definitivo pelas mãos do Alto Evolucionário (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Depois de surgir com o nome de Ele, Adam Warlock ganha seu nome definitivo pelas mãos do Alto Evolucionário (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Assim, Ele retorna somente anos depois, em Marvel Premiere #1 (1972), para ser reformulado por completo. Seu casulo é encontrado pelo Alto Evolucionário, um cientista megalomaníaco obcecado pela evolução, que decide usar a criatura dourada em um de seus experimentos. Guarde este nome.

Esse experimento consistia em criar uma versão alternativa da Terra, um planeta utópico totalmente livre da maldade e corrupção que marcam a história de nosso planeta. Só que os planos desta Contra-Terra não saem como planejado, já que Homem-Fera, um dos experimentos fracassados do Alto Evolucionário, instaura o caos neste recém-criado planeta.

Então o cientista dá a Ele um novo propósito de vida. Batizando-o de Adam Warlock por ser o primeiro homem de uma nova raça de super-poderosos, ele lhe dá a Joia da Alma e pede para que o personagem seja o primeiro herói da Contra-Terra.

A crucificação e a ressusrreição de Adam Warlock fizeram ele virar um deus na Contra-Terra (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
A crucificação e a ressusrreição de Adam Warlock fizeram ele virar um deus na Contra-Terra (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

É quando acontece um dos eventos definidores da história de Warlock. No combate final contra o Homem-Fera, o herói é derrotado e tem que fazer uma escolha muito difícil: sobreviver e se aliar ao vilão ou morrer como um herói. Sendo essa representação utópica da evolução humana, Warlock se sacrifica e é literalmente crucificado por seu inimigo.

No entanto, como um de seus poderes é justamente a imortalidade oferecida por essa habilidade de se recuperar dentro de um casulo, ele retorna dos mortos e derrota o experimento fracassado. O ponto é que ele passa a ser visto como uma espécie de mártir e divindade pelo povo da Contra-Terra, que chega a criar uma religião para o herói.

O eu do mal

Tempos depois, Adam Warlock volta a ganhar notoriedade nas histórias da Marvel com o surgimento da Igreja da Verdade Universal, uma espécie de seita cósmica que passa a dominar galáxias em nome de Magus, um poderoso ser que eles consideram como um novo deus.

Magus é literalmente a versão maligna de Warlock vinda de outro canto do multiverso (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Magus é literalmente a versão maligna de Warlock vinda de outro canto do multiverso (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O grande ponto é que Magus nada mais é do que uma versão maligna do próprio Warlock vindo de outra realidade — a Terra-7528. Basicamente, a ideia era mostrar que todo o poder e a imortalidade do herói poderiam fazê-lo se tornar um vilão praticamente imbatível e capaz de dominar o universo com facilidade.

Para quem jogou o game Marvel’s Guardians of the Galaxy, lançado no ano passado, vai reconhecer parte dessa história. Ainda que com algumas adaptações, foi mais ou menos o arco que serviu de base para o roteiro do jogo. Guarde essa informação também.

Pois bem, a ameaça de Magus era tão grande que nem mesmo o próprio Adam Warlock foi capaz de vencê-lo. Assim, ele precisou da ajuda de Gamora, Pip e do próprio Thanos para conseguir derrotar o vilão — e com a ajuda de uma estratégia bastante De Volta para o Futuro. O grupo deu um jeito de apagar a linha do tempo que deu origem à Terra-7528, fazendo com que a ameaça cósmica desaparecesse.

A Joia da Alma e a Saga do Infinito

Por muito tempo, os fãs do MCU acreditaram que Adam Warlock poderia aparecer nos filmes como o herói que iria acabar com Thanos em Vingadores: Ultimato. Isso porque, nas HQs, o personagem tem uma conexão direta com o Titã Louco e também com as Joias do Infinito. Mais do que isso, ele é peça-chave na saga Desafio Infinito, que serviu de base para os últimos filmes dos Vingadores.

Warlock é um dos poucos heróis que consegue sair no soco com Thanos (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Warlock é um dos poucos heróis que consegue sair no soco com Thanos (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Não foi o que vimos no cinema, mas o fato é que Warlock sempre foi essa figura essencialmente atrelada às Joias, sobretudo à Joia da Alma. Desde sua criação como herói da Contra-Terra, ele carrega a pedra consigo e foi o grande portador de seu poder.

Assim, em Desafio Infinito, foi Adam Warlock quem liderou os heróis da Terra na batalha contra Thanos. Ainda que não tenha sido bem-sucedido em suas ofensivas contra o vilão, todos os diferentes planos para tentar arrancar a Manopla e salvar o mundo partem dele.

No fim da saga, quando os heróis finalmente conseguem derrotar Thanos, Warlock usa a manopla para restaurar o universo e alcança um nível de poder quase que divino. É quando o Tribunal Vivo — um dos seres que regem a existência no multiverso — aponta para o risco que isso poderia trazer para o futuro e as Joias são distribuídas para alguns heróis, que vão formar a Guarda do Infinito.

Warlock e os Guardiões

Adam Warlock se envolveu mais com os Guardiões na época da fase Aniquilação (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Adam Warlock se envolveu mais com os Guardiões na época da fase Aniquilação (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Embora todas as histórias recentes em outras mídias envolvendo Adam Warlock o coloquem em contato direto com os Guardiões da Galáxia, essa relação só foi acontecer muito recentemente nos quadrinhos. Foi somente após a saga Aniquilação, no início dos anos 2000, que Peter Quill convenceu o herói dourado de que o universo precisava de um grupo cósmico para proteger planetas de grandes ameaças.

É quando eles formam uma nova versão dos Guardiões da Galáxia composta pelos próprios Adam Warlock e Senhor das Estrelas, além de Nova, Phyla-Vell e Serpente da Lua.

O que esperar de Adam Warlock no MCU

Mas vamos ao que interessa: como Adam Warlock vai ser introduzido no MCU? Até agora, sabemos muito pouco sobre sua participação em Guardiões da Galáxia 3, exceto que ele será interpretado pelo ator Will Poulter (Midsommar).

Levando em conta a cena pós-crédito do segundo longa, o personagem deve ser introduzido como uma ameaça aos heróis a mando dos Soberanos — aquela raça dourada que Peter Quill (Chris Pratt) enganou no fim do filme. Assim, ele seria esse ser artificial que iria atrás dos heróis para, quem sabe, se aliar a eles para enfrentar uma ameaça ainda maior.

Usar o multiverso para apresentar Adam e Magus ao mesmo tempo pode ser uma ótima saída para o filme (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Usar o multiverso para apresentar Adam e Magus ao mesmo tempo pode ser uma ótima saída para o filme (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Só que ainda ficam faltando algumas peças, como o desaparecimento de Gamora (Zöe Saldana) após Ultimato e a confirmação de que Chukwudi Iwuji vai viver o Alto Evolucionário no longa. Assim, pode ser que James Gunn faça algumas mudanças na cena que ele próprio apresentou lá atrás.

A explicação mais lógica é que devemos ver o Alto Evolucionário envolvido na criação de Adam Warlock de alguma forma, talvez ocupando o lugar que foi do Enclave nos quadrinhos. Como o personagem é esse obcecado por evolução, faria sentido ele ser o responsável pela criação desse ser humano perfeito — a mando dos Soberanos ou não —, mas incapaz de controlá-lo.

E é aí que podemos ver as implicações da Saga do Multiverso aparecendo em Guardiões da Galáxia 3. Afinal, sendo Adam Warlock esse ser perfeito e extremamente poderoso, o surgimento de uma variante maligna é algo que combina muito bem com a Fase 5 do MCU.

Dessa forma, pode ser que o filme apresente também Magus e toda a Igreja da Verdade Universal como os verdadeiros grandes vilões da coisa toda — mais ou menos como o jogo fez e que deu muito certo.

O arco de Adam Warlock no jogo dos Guardiões da Galáxia funcionaria muito bem em um filme (Imagem: Reprodução/Eidos Montreal)
O arco de Adam Warlock no jogo dos Guardiões da Galáxia funcionaria muito bem em um filme (Imagem: Reprodução/Eidos Montreal)

Levando em conta que Guardiões da Galáxia chega aos cinemas logo depois de Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, que vai aprofundar a bagunça no multiverso com a introdução definitiva de Kang (Jonathan Majors), essa história de duas versões de um mesmo personagem quase divino é algo que parece ser o caminho mais provável.

A grande dúvida mesmo é se Warlock vai ser um personagem recorrente no MCU daqui em diante ou se vai apenas dar as caras na nova aventura e ficar por isso mesmo. Com a formação atual dos Guardiões da Galáxia se despedindo, a chegada de um herói com tanto potencial assim pode ser um bom sinal para o futuro.

Guardiões da Galáxia 3 chega aos cinemas em 4 de maio de 2023.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos