Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.057,22
    -1.202,27 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.202,80
    -376,30 (-0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,99
    -0,05 (-0,07%)
     
  • OURO

    1.777,80
    +3,00 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    38.156,18
    -395,26 (-1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    947,97
    -21,90 (-2,26%)
     
  • S&P500

    4.221,86
    -1,84 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.823,45
    -210,22 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.153,43
    -31,52 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    28.558,59
    +121,75 (+0,43%)
     
  • NIKKEI

    29.018,33
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.174,25
    +8,75 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9850
    +0,0225 (+0,38%)
     

Queixas sobre Black Friday crescem 57% no Reclame Aqui

Black Friday virou tradição no Brasil (Foto:Paulo Whitaker/Reuters)
Black Friday virou tradição no Brasil (Foto:Paulo Whitaker/Reuters)

O portal Reclame Aqui registrou 8.830 reclamações sobre a Black Friday de 2019. Segundo balanço do site, o número de queixas cresceu 57,6% em relação a 2018, quando foram contabilizadas 5,6 mil ocorrências. As cinco lojas mais reclamadas na Black Friday deste ano foram: Burger King, McDonald’s, Méliuz, site das Lojas Americanas e Mercado Pago.com

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

BAIXE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

A plataforma monitorou o comportamento do consumidor e das empresas das 11h de quarta-feira, 27, até as 23h59 de sexta, 29 quando a Black Friday 2019 encerrou oficialmente. Ao longo desta sexta-feira, 29, produtos como smartphone e TV, e serviços como cartões de crédito, bem como as categorias financeiras, meios de pagamento e serviços de entrega foram as maiores buscas do consumidor.

Pela primeira vez, redes de fast-food e meios de pagamento foram as principais reclamações. As promoções da MercadoPago com Burger King e McDonalds, que tiveram problemas e ficaram com aplicativos indisponíveis – decepcionaram os consumidores.

Leia também

Isso porque com falhas no sistema, clientes não conseguiram aproveitar as ofertas de lanches oferecidas.

Para o CEO Brasil do Reclame AQUI, Edu Neves, os grandes players do mercado apostaram muito em tecnologia e novamente se complicaram. “Quiseram oferecer a seus consumidores a experiência de compra pelos seus aplicativos e meios próprios de pagamento que não suportaram a demanda”, analisou.

Já as experientes lojas de varejo online cometeram erros primários, como problemas de queda de sites, dificuldade para finalizar compras e inserir produtos nos carrinhos, além de filas de espera acima de uma hora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos