Mercado abrirá em 5 h 46 min

Fabrício Queiroz: "Podem me prender, mas não minha mulher nem minha filha"

Queiroz ao ser preso em Atibaia (Foto: Getty Images)

A prisão de Fabrício Queiroz promete ter muita repercussão em Brasília. Além dele, sua mulher, Marcia Oliveira de Aguiar, também foi alvo da operação desta quinta-feira.

Segundo informações da colunista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo, quando o escândalo das rachadinhas estourou em 2018, Queiroz repetia sempre: "Podem me prender, mas não podem prender minha mulher nem milha filha".

Leia também

O recado era passado por meio de advogados para o coordenador da campanha de Jair Bolsonaro, Gustavo Bebianno, morto neste ano em decorrência de um ataque cardíaco.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

De acordo com Bergamo, a tradução feita na época pelo núcleo da campanha era a de que o ex-assessor poderia suportar a prisão calado, mas não se sua família virasse alvo.

Marcia Oliveira de Aguiar, que trabalhou no gabinete de Flavio Bolsonaro, e a filha, Nathalia Melo de Queiroz, que trabalhou com Jair Bolsonaro, também eram investigadas.

Em 2018, quando sumiu do cenário político, Queiroz seguia se comunicando com a família.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.