Mercado fechado

Queiroz tinha caderneta com contatos para 'ajudá-lo' caso fosse preso

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Yahoo Notícias - O defensor também afirmou que, em um primeiro momento, irá pedir a revogação da prisão de
Yahoo Notícias - O defensor também afirmou que, em um primeiro momento, irá pedir a revogação da prisão de

Investigadores afirmam que Fabrício Queiroz não está no Batalhão Especial Prisional porque ele tinha “uma caderneta” com contatos que poderiam ajudá-lo caso fosse preso no batalhão prisional da Polícia Militar.

“(...) determina à Secretaria de Administração Penitenciária – SEAP, que encaminhe o referido investigado para uma unidade prisional compatível com a sua segurança e o rigor da medida preventiva, preferencialmente no Complexo de Gericinó, em Bangu, estando vetada em qualquer hipótese sua custódia no Batalhão Especial Prisional – BEP”.

Leia também

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi preso em Atibaia, interior de São Paulo, na manhã desta quinta-feira (18). Ele estava em um imóvel de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro Ele ficará isolado por 14 dias, conforme protocolo de prevenção da Covid-19.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Na decisão que autorizou a prisão de Queiroz, o juiz Flávio Itabaiana cita a influência do ex-assessor com milicianos no Rio, repasses suspeitos para conta de Queiroz no valor de R$ 2.039.656,52 e saques na conta do investigado que totalizam quase R$ 3 milhões.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.