Mercado abrirá em 4 h 17 min
  • BOVESPA

    109.101,99
    +1.088,52 (+1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.508,35
    -314,88 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.841,40
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    38.813,71
    -3.215,64 (-7,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    917,75
    -77,51 (-7,79%)
     
  • S&P500

    4.482,73
    -50,03 (-1,10%)
     
  • DOW JONES

    34.715,39
    -313,26 (-0,89%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.935,84
    -16,51 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.752,50
    -88,50 (-0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1059
    -0,0242 (-0,39%)
     

Queiroga diz que Ômicron ‘não é variante de desespero’ e que o Brasil está preparado para uma terceira onda

·2 min de leitura
Foto: REUTERS/Adriano Machado
Foto: REUTERS/Adriano Machado
  • Queiroga pregou tranquilidade em relação à nova variante detectada na África do Sul

  • Nova cepa acende alerta em especialistas do mundo todo

  • Ministro acertou compra de 100 milhões de doses da Pfizer para 2022

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira que em caso de uma “terceira onda” de Covid no Brasil o país tem condições melhores de atendimento à população. Queiroga, no entanto, procurou mais uma vez tranquilizar os brasileiros em relação à nova variante Ômicron, detectada na África do Sul, e que voltou a assustar o mundo. Em Salvador, o ministro assinou a compra de 100 milhões de doses da Pfizer para 2022.

— Há três dias foi anunciada uma nova variante, a variante Ômicron. Eu falei, é uma variante de preocupação, mas não é uma variante de desespero. Não é uma variante de desespero porque nós temos autoridades sanitárias comprometidas com a assistência de qualidade a nossa população - disse Queiroga na solenidade. 

Queiroga diz que país está preparado para eventual terceira onda

Foto: Fabio Teixeira/Anadolu Agency via Getty Images
Foto: Fabio Teixeira/Anadolu Agency via Getty Images

Segundo Queiroga, o governo reforçou a capacidade dos hospitais e praticamente duplicou o número de leitos, de 23 mil leitos para 42 mil leitos de UTIs , todos habilitados com valores de diárias dobradas e equipados com respiradores e bombas de infusão. 

— Hoje se houver uma eventual terceira onda teremos condições muito melhores de assistir a nossa população — afirmou o ministro, destacando que o governo também tem levado oxigênio para lugares remotos da região Norte do país. 

O ministro destacou ainda que o governo está investido na compra de vacinas. Para o próximo ano, a pasta conta com as doses da Pfizer, que podem ter uma expansão de mais 50 milhões, 120 milhões de doses da AstraZeneca, que ainda não tem contrato assinado, e outras 134 milhões de doses compradas neste ano e que estão sendo remanejadas para 2022. Todas as vacinas devem ter o registro na Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos