Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.847,33
    -495,18 (-1,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Queiroga anuncia dispensa de licitação para mais 100 milhões de doses de vacina da Pfizer

·1 minuto de leitura
Frascos da vacina contra Covid-19 Pfizer/BioNTech em centro de vacinação em Toronto

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta quinta-feira à CPI da Covid que foi publicada autorização para a dispensa de licitação para a compra de mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19.

"Eu queria passar aqui ao nosso presidente: saiu agora publicada no Diário Oficial da União a dispensa da licitação para aquisição dos 100 milhões de doses da vacina da Pfizer", disse o ministro durante depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito.

Pouco depois, o Ministério da Saúde divulgou nota em que informa que deve destinar mais de 6,6 bilhões de reais para a compra dessas doses. Esse é o segundo contrato a ser firmado pela pasta com a Pfizer, após uma primeira compra também de 100 milhões de doses.

"A expectativa é de que os imunizantes comecem a chegar no Brasil ainda este ano", disse a pasta sobre o segundo contrato.

As entregas do primeiro acordo começaram na semana passada, e até o momento o país recebeu cerca de 1,7 milhão de doses do imunizante desenvolvido pela Pfizer com a parceira BioNTech.

Além dessa vacina, o Brasil conta com os imunizantes CoronaVac e Oxford/AstraZeneca para imunizar a população.