Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.421,77
    -2.407,62 (-4,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Queda de produção de aço da China faz minério de ferro despencar

·2 min de leitura

Os contratos futuros do minério de ferro na Bolsa de Cingapura caíram 1,68%, para US$ 92,35 a tonelada na sexta-feira. 

O preço caiu do nível de US$ 120 por tonelada no início de outubro e de uma alta recorde acima de $ 200 em maio. 

A principal justificativa é que a China vem implementando restrições em sua indústria de aço para cortar emissões de gás carbônico.

Outro motivo para o controle da produção é a crise de energia. O governo chinês ordenou aos produtores de aço que reduzissem a produção para aliviar a pressão sobre a rede elétrica do país.

Com isso, no terceiro trimestre deste ano, a produção de aço da China caiu 13% com relação ao ano anterior, para 243,8 milhões de toneladas, de acordo com dados compilados pela ANZ Research. 

Mas os dados de alta frequência sugerem que a queda se acelerou em outubro.

Previsão para o minério

A ANZ Research espera que o preço do minério de ferro encontre um piso próximo ao nível atual. 

No relatório feito pelo banco australiano, podemos separar duas forças contrárias, uma baixista e outra altista, que contribuiriam para a estabilização dos preços.

O lado negativo é que Pequim provavelmente manterá as restrições à produção de aço até os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

Já o fator positivo é a expectativa dos cortes na produção de aço poderem ser menos extremos em novembro e dezembro. Isso porque a meta do Partido Comunista de limitar a produção de aço aos níveis de 2020 já foi alcançada.

Excedente de oferta

A perspectiva da ANZ leva em conta também os dados sobre os excedentes de oferta de minério de ferro.

Em setembro foi registrado um excedente de minério de ferro de 45 milhões de toneladas. Os dados do aço da Associação de Ferro e Aço da China (CISA) sugerem que o excedente pode chegar a 50 milhões de toneladas em outubro.

Para a ANZ, esse nível de excedente não é preocupante se os cortes de produção de aço se arrefecer nos próximos meses.

“Supondo que o ponto baixo no crescimento da produção de aço da China tenha passado, o excedente de minério de ferro pode evaporar rapidamente.”

“Calculamos que o balanço do mercado de minério de ferro da China poderia registrar apenas um pequeno superávit de 9 milhões de toneladas em novembro, antes de voltar a um déficit de aproximadamente 40 milhões de toneladas em dezembro, assumindo que as exportações de minério de ferro aumentem no final do ano”, concluiu o estrategista sênior de commodities da ANZ, Daniel Hynes.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos