Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.802,10
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    34.519,02
    +416,21 (+1,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    -6,75 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1215
    +0,0013 (+0,02%)
     

Queda em farmacêuticas mantém ações europeias abaixo de máximas recordes após semana volátil

·1 minuto de leitura
Estátuas de um touro e um urso -símbolos para operações financeiras bem e mal-sucedidas-- são vistas em frente à bolsa de Frankfurt, Alemanha

Por Sagarika Jaisinghani

(Reuters) - As ações europeias ficavam um pouco abaixo de máximas recordes nesta sexta-feira, uma vez que perdas nas empresas do setor de saúde mais do que compensavam a alta do setor financeiro, com o Credit Suisse subindo após a Reuters informar que o banco está considerando uma possível fusão com o UBS.

O credor suíço, abalado por escândalos recentes, subia 2,1% diante da notícia de que sua administração está sob pressão para apresentar um plano de remodelação que pode incluir uma fusão potencial com o rival UBS. As ações do UBS tinham alta de 0,1%.

Às 8:08 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 subia 0,04%, a 1.766 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,02%, a 457 pontos.

O índice referencial caminhava para terminar a semana em alta modesta após fortes oscilações em meio a temores de uma inflação mais alta que pode afetar a renda real e levar os bancos centrais a elevarem os juros mais cedo do que o esperado.

Com o Federal Reserve enviando mensagens contraditórias esta semana sobre o quanto deixará a inflação subir, todos os olhos estarão voltados nesta sexta para o relatório do índice de inflação norte-americano PCE, a medida de inflação preferida do banco central dos Estados Unidos.

O índice bancário europeu subia 0,1% e estava em curso de encerrar a semana com ganhos de cerca de 1,7%

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos