Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.095,06
    -444,73 (-0,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.380,14
    +697,95 (+1,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,25
    +1,50 (+2,51%)
     
  • OURO

    1.714,10
    -19,50 (-1,12%)
     
  • BTC-USD

    50.650,24
    +3.196,19 (+6,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.012,48
    +24,38 (+2,47%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.686,00
    -369,25 (-2,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7765
    -0,0856 (-1,25%)
     

Queda dos preços ao consumidor no Japão perde força em janeiro

Leika Kihara
·1 minuto de leitura
Loja em Tóquio

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O núcleo dos preços ao consumidor no Japão registrou o sexto mês seguido de queda em janeiro, mas o ritmo do recuo enfraqueceu, oferecendo algum alívio para autoridades preocupadas com as pressões deflacionárias que a economia enfrenta devido à pandemia de coronavírus.

Ainda assim, a demanda doméstica fraca significa que a prioridade do banco central será evitar um retorno à deflação, diferente de outros países como os Estados Unidos, onde a inflação recentemente acelerou.

O núcleo dos preços ao consumidor, que inclui produtos de petróleo mas exclui os voláteis preços de alimentos frescos, caiu 0,6% em janeiro sobre o ano anterior, mostraram dados do governo nesta sexta-feira, contra expectativa de recuo de 0,7%.

A queda foi menor do que a deflação de 1,0% em dezembro, em parte devido ao fim de uma campanha de desconto do governo para viagens domésticas e uma recente retomada dos custos dos combustíveis.

(Reportagem de Leika Kihara)