Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,71
    +0,57 (+0,67%)
     
  • OURO

    1.834,90
    +3,10 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    36.244,38
    +1.166,21 (+3,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,25 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.555,00
    +128,50 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1808
    -0,0092 (-0,15%)
     

Quatro maneiras de cuidar de saúde mental durante as festas de fim de ano

·6 min de leitura

Estamos nos aproximando da época do ano que é tradicionalmente uma das mais estressantes, mas este ano será diferente: será a primeira vez que muitas famílias se reunirão desde o início da pandemia.

É verdade que empresas fizeram avanços em relação a saúde mental de seus funcionários, mas essas preocupações precisam permanecer como prioridade durante o ano inteiro. A equipe do site Healthline conduziu uma pesquisa sobre saúde mental em 2016, em que mais de 60% dos entrevistados relataram ter sentido algum nível de estresse durante as festas de fim de ano. Portanto, é muito provável que você ou mesmo seus colegas e amigos sintam uma pressão além do normal no próximo mês.

Planejar estrategicamente o fim de ano, tanto no trabalho quanto em questões pessoais, atentando à saúde mental, é algo bastante útil. Aqui vão algumas dicas de saúde mental para que todos nós possamos lidar com o estresse dessa época do ano, fazendo nosso trabalho, mas sempre nos colocando em primeiro lugar.

SEJA GENTIL CONSIGO MESMO(A) E COM OS OUTROS

É fácil cair nas armadilhas dessa época do ano, com tantos prazos, obrigações familiares, festas com amigos e compras de presentes de Natal (algo que é esperado que seja ainda mais desafiador este ano devido a problemas na cadeia de suprimentos). Com tantas coisas acontecendo, é igualmente fácil perder de vista o verdadeiro significado desta data – uma época de gentileza, generosidade, gratidão e de reunir-se com amigos e família.

Não importa as pressões que você sofra nesse período, reserve um tempo todas as semanas para ser gentil consigo mesmo e com os outros. Tire um tempo para desestressar, seja com exercícios de meditação no começo ou no final do dia, ou até mesmo com sessões de terapia. Frequente uma aula de aeróbica ou yoga ou tente alguma outra que funcione para você. Interagir com outras pessoas faz com que você se torne naturalmente mais gentil. No trabalho, se dedicar um pouco a ajudar seus colegas fará com que todos possam aproveitar melhor as festas de fim de ano.

E, por fim, seja dedicando seu tempo ou doando dinheiro para causas nobres, fazer pequenos atos pelos outros tem um grande impacto na saúde mental. Estudos mostram que pessoas que fazem algum tipo de trabalho voluntário veem um efeito positivo na saúde e no bem-estar. Muitas famílias fazem doações para instituições de caridade como parte da tradição do natal. Este ano, se você está procurando uma nova maneira de mostrar e compartilhar gentileza, aproveite a oportunidade para iniciar uma nova tradição.

MANTENHA UM RITMO DE TRABALHO FLEXÍVEL

Espere algo especial este ano — ao contrário do ano passado, muitos trabalhadores estão voltando ao trabalho presencial desde setembro, conforme as taxas de infecção de Covid-19 caem. No entanto, isso não significa que o ano terminará com um retorno ao trabalho nos moldes pré-pandemia. O ano passado mostrou que, depois de tantos meses trabalhando em casa ou em regime de trabalho híbrido, as pessoas estão menos dispostas a cumprir diretrizes rígidas e cronogramas do escritório.

Funcionários costumam prezar por suas próprias tradições de natal e avaliam se seu empregador se alinha a elas. Chefes e gerentes precisam ser cuidadosos ao trocar mensagens com sua equipe e ficar atentos aos seus funcionários. Quando um ano novo começa, as pessoas tendem a procurar novos empregos ou cargos que se alinham melhor com seus valores, independentemente do setor ou nível de renda. Esta época é um momento essencial para praticar a empatia no ambiente de trabalho.

Considere permitir horários mais flexíveis para incentivar seus funcionários a viajar e aproveitar o fim do ano. Embora possam haver limitações quanto a flexibilidade dependendo do setor, em geral, funcionários relatam que se sentem esgotados, especialmente nos setores de hospedagem, varejo, saúde, manufatura e produção.

Como chefe ou gerente, neste ano esteja atento a dois fatores cruciais que são diferentes dos anos anteriores: em primeiro lugar, esta pode ser a primeira vez desde antes da pandemia que muitos funcionários se reúnem com suas famílias para celebrar as festas de fim de ano. E em segundo lugar, este ano muitas dessas reuniões se darão enquanto se enfrenta a perda significativa de um ente querido devido à pandemia. Ou seja, esta pode ser a primeira reunião para lamentar a perda de um familiar, uma vez que as restrições da pandemia já estão mais brandas. Para muitos, é um período que estará voltado para o equilíbrio entre amor e perda; e, como chefe, mostrar empatia e ser flexível pode fazer a diferença na retenção de funcionários em 2022.

FOQUE EM COISAS QUE VOCÊ PODE CONTROLAR

Como alguém que trabalha com saúde mental, há algo que gosto de lembrar aos outros durante esta época do ano: cada pessoa tem controle apenas sobre suas próprias ações, não sobre as dos outros. Para reduzir o estresse deste período, tente se concentrar em coisas que você pode controlar, como suas próprias decisões, em vez de usar seu valioso tempo e energia tentando controlar os outros ao seu redor. Essa atitude é útil tanto no trabalho quanto em família.

No trabalho, planeje com antecedência para garantir que tudo esteja bem administrado neste período. Você pode não conseguir impedir que novos prazos cheguem, mas dedicar um tempo extra para se organizar ajudará a lidar com mudanças inesperadas de forma mais leve. Estabeleça limites claros em relação àquilo que você pode ou não fazer durante as festas de fim de ano; além disso, comunique com antecedência o tempo de recesso para a sua equipe, para que eles possam se planejar da melhor forma.

Estabelecer limites também é importante durante as reuniões em família, especialmente em relação a tópicos chamados de “estressores universais”, como dinâmica familiar e conversas sobre políticas. Este ano, esses tópicos podem se somar a questões de saúde, criando um problema ainda maior. Se possível, imponha limites, com antecedência, quanto a discussões em família. Evite política como tema e coloque as diferenças de lado, concentre-se nas coisas em comum — como aproveitar o tempo juntos e se dedicar às tradições das festas de fim de ano que sua família segue.

CONVERSE COM UM ESPECIALISTA EM SAÚDE MENTAL

Uma consequência positiva dos últimos 20 meses é a preocupação maior com saúde mental. A psicoterapia está ganhando aceitação ampla para uma variedade de questões de saúde. Esperamos que essa tendência continue, e até mesmo aumente, conforme mais pessoas procuram este tipo de terapia para lidar com o estresse de fim de ano ou com sentimentos de tristeza e perda, que podem surgir ou se intensificar durante este período.

Esteja disposto a conversar com alguém sobre o que está te causando estresse, seja relacionado ao trabalho, à dinâmica familiar ou a outras preocupações pessoais. Procure um amigo próximo em quem confia ou procure a ajuda de um terapeuta ou profissional licenciado. O segredo é lembrar que mesmo que as coisas estejam difíceis, você não está sozinho, há sempre algum tipo de ajuda disponível. O fim de ano é uma época em que as tensões podem chegar ao limite, portanto, converse agora mesmo com um especialista.

Manter boa saúde mental no longo prazo ganhou espaço tanto no ambiente de trabalho quanto em nossa vida cotidiana. As festas de fim de ano são frequentemente vistas como um momento de mudanças positivas e renovação, e de reconexão com seus próprios valores, mesmo em meio ao estresse desta época e da família. Comece o ano novo revigorado, garantindo que seus objetivos no trabalho estejam bem definidos e que sua saúde mental continue uma prioridade.

O post Quatro maneiras de cuidar de saúde mental durante as festas de fim de ano apareceu primeiro em Fast Company Brasil | O Futuro dos Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos