Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.528,97
    +456,35 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,65
    -1,02 (-1,63%)
     
  • OURO

    1.783,40
    +5,00 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    54.435,23
    -1.478,98 (-2,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.242,01
    +7,59 (+0,61%)
     
  • S&P500

    4.134,94
    -28,32 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    33.821,30
    -256,33 (-0,75%)
     
  • FTSE

    6.883,58
    +23,71 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.763,25
    -31,00 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6676
    -0,0349 (-0,52%)
     

Quase 80% dos brasileiros querem home office em 2021, diz Credit Suisse

PAULA SOPRANA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os brasileiros que podem trabalhar de casa pretendem manter o home office em 2021. Relatório do banco Credit Suisse sobre hábitos na pandemia indica que 78% dos entrevistados querem manter ou aumentar a jornada de trabalho em casa nos próximos 12 meses. Em pesquisa sobre as mudanças de hábito na pandemia, o banco ouviu 14.000 consumidores de oito países (Brasil, China, Índia, Indonésia, México, Rússia, Tailândia e Turquia). Segundo a pesquisa, 62% dos brasileiros entrevistados trabalha de casa. Na Rússia, o índice cai a 27%. Na Índia, chega a 79%. O estudo também aponta que 90% dos consumidores brasileiros planejam aumentar as compras de supermercado pela internet no próximo ano.