Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.633,22
    -165,16 (-0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,32
    +0,04 (+0,05%)
     
  • OURO

    1.764,70
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    61.405,66
    +1.726,91 (+2,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.435,58
    -16,06 (-1,11%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.409,75
    +78,75 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    29.025,46
    +474,56 (+1,66%)
     
  • NASDAQ

    15.291,50
    +157,00 (+1,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4055
    +0,0017 (+0,03%)
     

Quanto custa o melhor carro autônomo da Tesla?

·4 minuto de leitura

A Tesla surgiu em 2003 (e não apenas pelas mãos de Elon Musk, como você pode estar pensando) e hoje é referência quando o assunto em pauta é carro autônomo ou elétrico. Os modelos da marca são cheios de luxo e tecnologia, mas, para quem quer comprar — e tem condições financeiras para isso —, esbarra nesta pergunta: Quanto custa o melhor carro autônomo da Tesla?

Antes de responder efetivamente quanto o interessado pelo melhor carro autônomo da marca terá de desembolsar para levar a máquina para casa, dois pontos importantes precisam ser levantados. O primeiro é deixar claro que, ao menos por enquanto, todos os Tesla (S, 3, X e Y) são carros elétricos com uma tecnologia de condução semiautônoma. Ou seja: têm o mesmo sistema de direção e necessitam da presença do condutor (como mostra o vídeo acima, em uma volta na pista de Nürburgring, na Alemanha).

Partindo dessa ideia, como determinar qual é o melhor carro autônomo (ou semiautônomo, como é o caso) da Tesla? A reportagem do Canaltech foi buscar a resposta diretamente na fonte: o site oficial da Tesla nos Estados Unidos. Iniciamos um bate-papo no chat com um dos consultores online, na tentativa de colocar um ponto final na questão.

Serena, que conversou com a reportagem rapidamente, manteve a dúvida no ar, com uma resposta para lá de convencional: “Essa é uma grande questão. Todos os modelos autônomos da Tesla são ótimos. Depende muito do seu gosto ou, então, de qual modelo melhor atende às suas necessidades”, explicou antes de delicadamente declinar as demais perguntas por “não estar autorizada a dar esse tipo de assistência”. Foi o famoso “obrigado por nada”, não é mesmo?

O melhor Tesla

Imagem: Divulgação/Tesla
Imagem: Divulgação/Tesla

Bom, partindo do princípio de que todos os carros da Tesla “são ótimos”, como disse a simpática Serena, e que o sistema de direção semiautônoma também é idêntico para todos os modelos da linha, vamos definir que o melhor é o que apresenta o conjunto mais atraente para o consumidor. Isso significa que ele reúne design, tecnologia e desempenho.

O “eleito” após essa análise, e uma vasta pesquisa comparativa, foi o Tesla S, originalmente lançado pela marca em 2012, mas que evoluiu consideravelmente após quase uma década de sua chegada e hoje conta com duas versões disponíveis ao consumidor: Long Range e Plaid.

A mais cara, e também mais badalada, é a Plaid. De acordo com informações da própria montadora, podemos apostar que esse é o melhor carro autônomo da linha por uma série de razões. A primeira delas é a autonomia, que pode alcançar incríveis 836 quilômetros.

Imagem: Divulgação/Tesla
Imagem: Divulgação/Tesla

E toda essa autonomia é acompanhada de potência… Muita potência. O Tesla Plaid, melhor carro autônomo da marca, parece valer o quanto custa e agrada aos fãs da velocidade ao fazer de 0 a 100 km/h em apenas 1,9 segundos. Tudo isso graças aos três motores elétricos, que entregam mais de 1.100 cavalos de potência e alcançam 320 km/h de velocidade máxima.

A versão remodelada do supercarro, apresentada em junho de 2021, conta ainda com um novo sistema de carregamento aprimorado do veículo, que permite a carga de quase 300 quilômetros de autonomia em pouco mais de 15 minutos, desde que, claro, seja feito em uma estação oficial da Tesla preparada para a potência da bateria.

Por dentro, as mudanças incluem volante em formato de manche, acabamento em padrão luxuoso e sistema de infotenimento com processador e placa de vídeo capazes de fazer com que games como Cyberpunk 2077 rodem com facilidade. Segundo a AMD, fornecedora dos componentes para o carro, a potência gráfica é de 10 teraflops

Quanto custa?

Imagem: Divulgação/Tesla
Imagem: Divulgação/Tesla

Chegamos, enfim, à esperada resposta para a “pergunta do milhão”. E a resposta, se não chega a R$ 1 milhão, com o perdão do trocadilho, é bem próxima disso. Melhor carro autônomo da Tesla, o Plaid custa, no site oficial da montadora, US$ 122.990 para clientes que residam nos Estados Unidos. Isso, na conversão direta, corresponde a R$ 652,7 mil.

Vale lembrar que esse preço não inclui o pacote que adiciona navegação para piloto automático, estacionamento próprio, Smart Summon, reconhecimento de semáforo e condução automática nas ruas da cidade. Caso o condutor o queira, terá de desembolsar US$ 10 mil (R$ 53 mil) adicionais. Ou seja: o melhor carro autônomo da Tesla custa, para um cliente que faça a compra nos Estados Unidos, o equivalente a R$ 705,7 mil.

No Brasil, com todas as taxas de importação e demais impostos que incidem sobre a compra, o carro ultrapassaria longe a barreira dos R$ 1 milhão. E, por enquanto, é sempre bom lembrar, para quem não leu no começo da matéria, ele AINDA não é capaz de dirigir sozinho, ok?

Com informações: Tesla, Pocket-Lint, Inside EVs

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos