Mercado abrirá em 55 mins
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,00 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,96 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,16
    -0,58 (-0,74%)
     
  • OURO

    1.647,50
    -8,10 (-0,49%)
     
  • BTC-USD

    18.866,53
    -249,05 (-1,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    432,31
    -12,23 (-2,75%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,29 (-1,62%)
     
  • FTSE

    6.979,38
    -39,22 (-0,56%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.431,55
    -722,28 (-2,66%)
     
  • NASDAQ

    11.312,25
    -64,50 (-0,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1096
    +0,0120 (+0,24%)
     

Quando pessoas entram em consenso, seus cérebros ficam sincronizados

Em novo estuo publicado na plataforma PsyArXiv, um grupo de pesquisadores concluiu que, quando as pessoas entram em consenso, seus cérebros ficam sincronizados. No entanto, a partir do momento em que alguém discorda das ideias, isso já não acontece mais.

“A conversa é nossa maior ferramenta para alinhar mentes”, apontam os autores do estudo. Para os experimentos, os participantes foram conduzidos a assistir a filmes, uma vez que a ideia era criar uma situação realista na qual os participantes pudessem mostrar mudanças rápidas e significativas em suas opiniões.

Nenhum dos voluntários do estudo tinha visto nenhum dos filmes antes. Enquanto estavam deitados em um scanner cerebral, eles assistiram a cenas de vários filmes sem som. Depois de assistir aos clipes, os voluntários responderam a perguntas da pesquisa sobre o que achavam que havia acontecido em cada cena. Em seguida, em grupos de três a seis, as pessoas se juntaram e discutiram suas interpretações, com o objetivo de chegar a uma explicação consensual.

Após os bate-papos, os alunos voltaram aos scanners cerebrais e assistiram aos clipes novamente, bem como novas cenas com alguns dos mesmos personagens. O estudo descobriu que a atividade cerebral dos membros do grupo (em regiões relacionadas à visão, som, atenção, linguagem e memória, entre outras) ficou mais alinhada após a conversa. Curiosamente, seus cérebros estavam sincronizados enquanto assistiam às cenas que haviam discutido, bem como às novas.

Quando pessoas entram em consenso, seus cérebros ficam sincronizados (Imagem: Idimair/Envato)
Quando pessoas entram em consenso, seus cérebros ficam sincronizados (Imagem: Idimair/Envato)

Entretanto, grupos de voluntários apresentaram diferentes interpretações do mesmo clipe de filme, e nesse caso, apesar de ter assistido aos mesmos vídeos, os padrões cerebrais de um grupo para outro eram significativamente diferentes, mas dentro de cada grupo, a atividade era muito mais sincronizada.

Os resultados coincidem com pesquisas anteriores que mostram que pessoas que compartilham crenças tendem a compartilhar respostas cerebrais. Os autores reconhecem que estudos futuros podem se concentrar na atividade cerebral durante as conversas de construção de consenso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: