Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.541,65
    -3.481,17 (-9,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Quando devo despachar aparelhos eletrônicos na bagagem do avião?

·2 min de leitura

Viajar com aparelhos eletrônicos no avião é permitido, tanto em voos nacionais quanto em internacionais. Ainda assim, é preciso saber que há regras a serem seguidas e que implicam diretamente se tais aparelhos são permitidos na mala de mão ou se o passageiro precisará despachar o dispositivo para o compartimento de bagagem.

Em viagens para os Estados Unidos, por exemplo, em que a preocupação com atos de terrorismo é constante, as regras são um pouco diferentes. Desde 2014, aparelhos eletrônicos com baterias descarregadas simplesmente não podem embarcar, e os agentes de segurança podem (e vão) pedir a você que ligue os aparelhos para fazer a conferência.

De acordo com as regras da FAA (Federal Administration Aviation), também não é permitido embarcar com MacBooks Pro de 15 polegadas fabricados entre setembro de 2015 e fevereiro de 2017. O motivo, no entanto, não é ligado a terrorismo.

A Apple detectou risco de explosão na bateria de alguns aparelhos de determinadas séries e, por conta disso, é preciso reparar (e provar que reparou) o aparelho antes de embarcar com ele para a terra do Tio Sam.

Há situações em que o passageiro deve despachar aparelhos eletrônicos na bagagem do avião (Imagem: Rach Teo/Unsplash/CC)
Há situações em que o passageiro deve despachar aparelhos eletrônicos na bagagem do avião (Imagem: Rach Teo/Unsplash/CC)

Quando despachar eletrônicos?

Exceções à parte, como já dissemos antes, há algumas situações em que os aparelhos eletrônicos devem ser despachados na bagagem do avião e, portanto, não podem ser levados na mala de mão.

Isso se aplica até mesmo aos dispositivos que, de acordo com a maioria das companhias aéreas, devem ser preferencialmente levados junto do passageiro na cabine, como celulares, notebooks e câmeras fotográficas.

Então, quando é que esses aparelhos específicos precisam ser despachados? Simples: quando estiverem sem bateria ou com a bateria descarregada. Caso o passageiro insista em despachar tablets, laptops, celulares, smartwatches e outros dispositivos similares, terá de desligar e embalar corretamente cada um deles para evitar que se liguem acidentalmente.

Além destes dispositivos, há aparelhos eletrônicos que obrigatoriamente precisam estar na bagagem do avião e não junto do passageiro: cigarro eletrônico, purificador de ar, walkie-talkies e televisores.

Com informações: Tilt, Anac

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos