Mercado abrirá em 7 h 33 min

'Quando chega água, parece que ganhou na Mega-Sena', diz Bolsonaro sobre o nordestino

Redação Notícias
·3 minutos de leitura
Presidential frontrunner Jair Bolsonaro, of the Social Liberal Party wears a traditional Brazilian cowboy hat during a press conference in Rio de Janeiro, Brazil, Thursday, Oct. 11, 2018. Bolsonaro will face Workers Party presidential candidate Fernando Haddad in a presidential runoff on Oct. 28. (AP Photo/Leo Correa)
(Foto: AP Photo/Leo Correa)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma comparação, nesta quinta-feira (1º), entre a chegada da água em uma região do Nordeste com um prêmio da loteria Mega-Sena. A semelhança foi feita durante um discurso de inauguração de um trecho da integração do Rio São Francisco, no município de São José do Egito, no sertão de Pernambuco.

“Mais ao Sul do Brasil, graças a Deus não temos esse problema. Mas ao Norte, ao Nordeste em especial, temos a questão da água. Isso é vital pra nós. A gente vê no semblante do nordestino. Quando chega a água, ele parece que ganhou na mega-sena”, disse Bolsonaro, em referência ao prêmio da loteria.

Na ocasião, o presidente inaugurou a segunda etapa do Sistema Adutor do Pajeú, projetado para abastecer quase 100 mil pessoas com a água proveniente do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. De acordo com o governo federal, mais de R$ 245 milhões foram investidos na obra, por meio do Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas).

Leia também:

Em um vídeo publicado em suas redes sociais, o presidente aparece jogando água com as mãos de uma fonte em parte da população que acompanhava a inauguração.

Segundo a agenda oficial do presidente, ainda nesta quinta ele deve viajar para Sertânia, também em Pernambuco, para visitar as obras do Ramal do Agreste na estação de bombeamento VII, que também integra o Projeto de Integração do Rio São Francisco. De lá, Bolsonaro retorna para Brasília.

CLOROQUINA E VOTO COM “DEUS NO CORAÇÃO”

Mais cedo, Bolsonaro pediu que os eleitores escolham candidatos a prefeito e vereador que sejam patriotas e cristãos.

"Vamos caprichar para escolher prefeitos e vereadores. Vamos escolher gente que tenha deus no coração, que tenha na alma o patriotismo e queira de verdade o bem do próximo. Deus pátria e família", disse o presidente.

Bolsonaro ainda criticou os políticos que determinaram o fechamento do comércio não essencial durante a pandemia do novo coronavírus. E voltou a defender a hidroxicloroquina, remédio sem comprovação científica no combate à Covid-19.

"Quem não acreditou [no remédio], engula agora. Eu não sou médico, mas sou ousado como cabra da peste nordestino. Temos que buscar uma solução para os problemas. Nós buscamos e ela apareceu".

Ao fazer uma homenagem um ex-praça da Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial, o presidente disse defender a democracia: "Como chefe supremo das Forças Armadas, nunca abrirei mão que o meu povo tenha liberdade e democracia. Para quem dizia que eu ia fazer o contrário, estão decepcionados".

O presidente não falou com a imprensa: "Quando vocês publicarem o que falo, eu falo com vocês", disse, antes de subir no palco. Em um discurso com seis minutos de duração, Bolsonaro agradeceu a receptividade da população: "Alguns dizem que eu me arrisco. Mas eu confesso, viver sem vocês é morrer".

Esta é a sétima viagem de Bolsonaro a um estado da região Nordeste desde junho. Ele já fez visitas a Penaforte (CE), São Raimundo Nonato (PI) e Campo Alegre de Lourdes (BA), São Desidério (BA), Aracaju (SE), Mossoró (RN) e Coremas (PB).