Mercado fechado

Quando Adão Negro chega aos cinemas

Não é de hoje que a gente ouve Dwayne Johnson falando que Adão Negro vai mudar a escala de poder dentro do Universo Cinematográfico Estendido da DC. O tal DCEU, na sigla em inglês, já morreu e ressuscitou e nada de vermos o tal anti-herói que promete mudar a forma com que o público enxerga os super-heróis e o seu modo de agir. Pois, depois de muita espera, parece que ele finalmente vem aí.

Brincadeiras à parte, a verdade é que a produção do filme se tornou quase lendária. Anunciado no já longínquo ano de 2014, Adão Negro demorou a pegar no tranco e demorou para que qualquer informações fosse liberada para o público. Foi somente no fim do ano passado, sete anos após sua confirmação, que The Rock mostrou algumas imagens de bastidores para provar que o longa não era lavagem de dinheiro e nem lenda urbana. O Soberano de Kahndaq está a caminho de verdade.

Mas como o filme se encaixa em todo o vai e vem que a Warner criou em relação ao seu universo de super-heróis nos últimos anos? O que está valendo, afinal de contas?

Quem é Adão Negro

Antes de ser o anti-herói que The Rock parece estar bem empolgado de interpretar, Adão Negro surgiu nos quadrinhos como um vilão do Shazam quando ele ainda se chamava Capitão Marvel. Como todo inimigo clássico, ele era a contraparte maligna do herói, ou seja, alguém que também conseguiu do mago Shazam, mas passou a usar isso para benefício próprio.

Assim, ele surge como sendo alguém tão poderoso quanto o herói, mas sem os mesmos escrúpulos. Tanto que ele usa seus poderes para comandar um reino como um tirano.

Um mont de músculos com cara de mau: esse é o Adão Negro (Imagem: Divulgação/Warner Bros)
Um mont de músculos com cara de mau: esse é o Adão Negro (Imagem: Divulgação/Warner Bros)

Ao mesmo tempo, a sua história é tão trágica e ele foi desenvolvido de forma tão interessante que não demorou para a DC ressignificar sua origem e transformá-lo em um anti-herói ao invés de um vilão propriamente dito. Assim, ele passou a fazer o certo por meios muito errados, passando a ser retratado quase como o Superman que não foi criado no Kansas.

E deve ser esse Adão Negro que a Warner quer levar para o cinema. Tanto que os trailers já mostram o personagem sendo procurado pela Sociedade da Justiça e confrontado pelos heróis de verdade como alguém que vai ter que decidir se vai salvar ou destruir o mundo — e que se encaixa perfeitamente no tom que Dwayne Johnson vem adotando para divulgar o longa.

Como Adão Negro se encaixa no atual estado da DC

As últimas semanas foram bastante agitadas para os fãs da DC. A fusão da Warner Bros. com a Discovery mexeu de forma bastante drástica nos bastidores do estúdio a ponto de Batgirl ter sido cancelado mesmo estando quase pronto. Em paralelo, foi criado o DC Studios e o novo presidente do conglomerado, David Zaslav, prometeu dar não só ênfase como também o peso devido ao DCEU para que ele seja relevante e grandioso o suficiente para bater de frente com a Marvel.

Talvez Adão Negro seja o recomeço perfeito para o DCEU — ou ninguém teve coragem de dizer o contrário para THe ROck (Imagem: Reprodução/Warner Bros)
Talvez Adão Negro seja o recomeço perfeito para o DCEU — ou ninguém teve coragem de dizer o contrário para THe ROck (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

E, diante desse novo cenário, as coisas parecem bastante otimistas para Adão Negro. Isso porque, mesmo com todas as mudanças e até rumores de adiamento de projetos como Aquaman e o Reino Perdido e The Flash, nada foi dito sobre uma mudança de cronograma para o filme e tampouco seu futuro foi posto em xeque.

Seja porque ninguém é louco de mexer com The Rock ou porque o longa está realmente bom, o fato é que Adão Negro é um dos poucos projetos cujo lançamento está mais garantidos até agora — e isso pode ser um ótimo sinal para quem espera ver um novo respiro desse DCEU.

Quando Adão Negro chega aos cinemas

Assim, se você não aguenta mais ouvir a promessa de mudança na escala de poder da DC, saiba que as promessas de The Rock estão prestes a acabar. Adão Negra chega aos cinemas no dia 20 de outubro — mais de oito anos depois de o projeto ter sido anunciado.

E embora a gente mal tenha um Superman para comparar forças, o anti-herói fará sua estreia apenas dois meses antes de Shazam: Fúria dos Deuses. Não está claro se essa proximidade foi pensada levando em conta o histórico dos personagens, mas é o tipo de coincidência que vai atiçar os fãs que esperam ver alguma conexão ou coisa do tipo. Afinal, depois de tanto tempo de espera, seria o mínimo para nos fazer ainda ter esperança em um universo compartilhado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: