Mercado fechará em 1 h 17 min

Quando é a Black Friday e como funciona

André Lourenti Magalhães
·4 minuto de leitura

A Black Friday está chegando! A cada ano, o evento nascido nos Estados Unidos mantém grande popularidade no Brasil, consolidando-se como uma ótima oportunidade para compras online antes do período do Natal. Durante uma sexta-feira do mês de novembro, lojas dos mais diversos segmentos disponibilizam ofertas e outros benefícios para consumidores.

Quando é a Black Friday?

Nesse ano, a Black Friday será realizada no dia 27 de novembro, uma sexta-feira. Tradicionalmente, é realizada no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, um dos feriados mais populares do país. Essa celebração, por sua vez, ocorre sempre na quinta-feira da quarta semana do mês de novembro. No Brasil, algumas redes de varejo começam a divulgar as ofertas com alguns dias ou semanas de antecedência, mas a data oficial continua sendo o dia 27.

Black Friday: história no Brasil

Nos EUA, a Black Friday surgiu entre as décadas de 1980 e 1990, aproveitando o feriado de Ação de Graças para iniciar um período de vendas de final de ano, culminando no Natal. É comum encontrar vídeos de americanos formando filas enormes e até mesmo acampando em lojas de varejo para aproveitarem as ofertas. Além disso, foi criada a Cyber Monday, realizada na primeira segunda-feira após o feriado, com a intenção de impulsionar ofertas online e no ramo de eletrônicos.

Já no Brasil, o evento começou a dar seus primeiros passos em 2010, apenas no e-commerce e com pouca adesão de lojas. Com o passar dos anos, o movimento passou a ser maior, incluindo uma quantidade maior de lojas físicas e online, enquanto ganhou a atenção dos consumidores. Atualmente, a Black Friday passou a ser uma data importante para o varejo, e uma das melhores oportunidades de compra durante o ano. De acordo com um estudo de tendências do Google, o evento em 2019 teve um faturamento de R$ 3,2 bilhões.

Para 2020, devido ao cenário da pandemia, a Black Friday tornou-se imprevisível. Por um lado, as compras por e-commerce foram intensificadas em períodos de isolamento social, e podem ser reforçadas com a data. Em contrapartida, o ano foi marcado por complicações financeiras que resultaram na queda do poder de compra dos brasileiros.

Black Friday: como funciona

Ofertas são comuns em lojas físicas e online (Imagem: Ashkan Forouzani/Unsplash)
Ofertas são comuns em lojas físicas e online (Imagem: Ashkan Forouzani/Unsplash)

A ideia da Black Friday é trazer uma grande variedade de ofertas e descontos ao longo das 24 horas da sexta-feira marcada. Essa variação de preço costuma ser maior do que liquidações em outras épocas do ano É comum, por exemplo, que páginas de e-commerce disponibilizem uma contagem regressiva para o evento, devido à popularidade e grande fluxo de consumidores. No Brasil, a medida tornou-se um grande sucesso. No ano passado, por exemplo, os números em compras por aplicativos superaram a Black Friday americana.

Em virtude da popularidade do evento, algumas redes de comércio flexibilizam o período de ofertas, com descontos desde o começo do mês, por exemplo. A Black Friday tornou-se uma opção muito interessante para realizar compras, gerando alta expectativa de consumidores.

Black Friday: mitos e polêmicas

Apesar de consolidada no calendário de vendas, a Black Friday ainda é motivo de desconfiança e polêmicas para os consumidores. O principal motivo envolve os descontos, criando a impressão de que não são ofertas verdadeiras. Existem casos em que as lojas aumentam os preços nos meses anteriores para oferecerem, como oferta, o valor "normal".

Esse tipo de comportamento é um problema recorrente nas edições do evento. Para isso, fundações de defesa ao consumidor, como o Procon, possuem uma forte presença no monitoramento de preços. Além disso, uma indicação é utilizar sites que acompanham a evolução dos preços, como Zoom e Buscapé, facilitando a consulta e garantindo maior segurança ao analisar uma oferta.

Existe, também, a preocupação com golpes durante esse período. Os problemas com a segurança digital são variados, desde sites falsos a formas de prejuízo com a forma de pagamento. Portanto, para aproveitar as ofertas com segurança, é necessário ter muitos cuidados no período.

O Canaltech possui diversos conteúdos para ajudar os consumidores nessa época, proporcionando a melhor experiência. Confira:

Black Friday: produtos mais vendidos

A variedade de produtos em oferta é muito extensa durante a Black Friday, abrangendo diferentes áreas do varejo. Celulares, eletrodomésticos, eletroportáteis, peças de vestuário e móveis são alguns dos tipos de itens mais procurados nesse período. Considerando a junção de Black Friday e Cyber Monday, essa época do ano é uma boa oportunidade para eletrônicos, como TV, acessórios periféricos, games, entre outros.

Qual produto você deseja adquirir nessa Black Friday? Comente!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: