Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.591,41
    -172,59 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.435,45
    +140,65 (+0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,78
    +0,02 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.821,30
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    20.318,47
    -410,24 (-1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    440,53
    -9,53 (-2,12%)
     
  • S&P500

    3.821,55
    -78,56 (-2,01%)
     
  • DOW JONES

    30.946,99
    -491,31 (-1,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    26.732,25
    -317,22 (-1,17%)
     
  • NASDAQ

    11.678,25
    +4,00 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5436
    +0,0021 (+0,04%)
     

Qualcomm promete superar Apple M2 com chips desenvolvidos junto à Nuvia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em entrevista ao portal CNET, o CEO da Qualcomm, o brasileiro Cristiano Amon, garantiu que a empresa tem tecnologia para superar o Apple M2, novo chipset da gigante de Cupertino anunciado nesta semana. A conquista seria atingida com apoio dos núcleos desenvolvidos pela Nuvia, empresa formada por ex-engenheiros da Apple adquirida no ano passado pela dona da família Snapdragon, que entregariam performance e eficiência ainda mais impressionantes.

Qualcomm promete superar Apple M2 com ajuda da Nuvia

Dois anos após agitar a indústria com o lançamento do M1 e a família Apple Silicon, a Apple anunciou nesta semana o M2, segunda geração dos processadores proprietários da companhia que alimentarão os novos MacBook Air e MacBook Pro de 13 polegadas, entre outros futuros lançamentos. Mantendo o foco na eficiência energética, sem deixar de lado a alta performance, a novidade promete 18% mais poder de CPU e até 35% melhor GPU frente ao antecessor.

Com a chegada do componente e as promessas ambiciosas da gigante, os esforços de chips ARM no Windows, liderados pela Qualcomm, receberam um desafio ainda maior, mas o CEO da empresa responsável pela linha Snapdragon não aparenta preocupação. Ao CNET, Cristiano Amon mostrou estar confiante que a próxima geração do Snapdragon 8cx terá desempenho suficiente para superar até mesmo o M2.

Em entrevista ao CNET, o CEO da Qualcomm, Cristiano Amon, garantiu que o Snapdragon com tecnologia da Nuvia assumirá a liderança de desempenho no PC, superando até mesmo soluções recentes da Apple (Imagem: Qualcomm)
Em entrevista ao CNET, o CEO da Qualcomm, Cristiano Amon, garantiu que o Snapdragon com tecnologia da Nuvia assumirá a liderança de desempenho no PC, superando até mesmo soluções recentes da Apple (Imagem: Qualcomm)

"Estamos mirando em conquistar a liderança em performance de CPU no PC, ponto", afirmou Amon. Não é a primeira vez que o executivo promete superar a rival de Cupertino, mas a citação ao M2 é inédita e sugere que a Qualcomm acredita fortemente no potencial das tecnologias que a Nuvia, startup adquirida no ano passado que chamou atenção com seu núcleo ARM "Phoenix", está desenvolvendo.

Ainda durante a entrevista, o CEO disse estar "grato à Apple" por incentivar a produção e a otimização de apps e recursos para máquinas baseadas em chips ARM, algo que só aconteceria "com o alinhamento de estrelas", e afirmou não estar preocupado com a possibilidade da desenvolvedora do iPhone trocar os modens 5G Snapdragon por soluções proprietárias, citando como a Qualcomm mantém forte crescimento. "Eles [a Apple] sabem nosso número, eles sabem onde nos encontrar", concluiu.

Empresa é formada por ex-engenheiros da Apple

A postura confiante da Qualcomm é resultado da adoção de tecnologias da Nuvia, startup fundada em 2019 por ex-engenheiros de gigantes como ARM, Google e a própria Apple. A equipe causou comoção quando anunciou o Phoenix, seu núcleo ARM que entregaria desempenho superior ao de núcleos x86 como o Zen 2 da AMD e o Sunny Cove da Intel, bem como soluções ARM como o Lightning da Apple e o Cortex-A77 da Qualcomm, consumindo muito menos energia.

Apesar de promissores, os primeiros Snapdragon com tecnologia da Nuvia devem estrear apenas no final de 2023 (Imagem: Qualcomm/YouTube)
Apesar de promissores, os primeiros Snapdragon com tecnologia da Nuvia devem estrear apenas no final de 2023 (Imagem: Qualcomm/YouTube)

O grupo também esteve envolvido em polêmicas com a Apple, que afirmava que a Nuvia a estaria forçando para adquiri-la, efetivamente "readquirindo a própria tecnologia". Em meio à confusão, ainda não resolvida, a empresa foi comprada pela Qualcomm no final de 2020, com aprovação de órgãos federais no início de 2021. No período, o desenvolvimento de um novo Snapdragon com tecnologias Nuvia já teria sido iniciado.

A Qualcomm garantiu que a plataforma que combina os recursos de ambas as companhias estreará no final de 2023, prazo tardio, mas que ainda pode dar uma chance à família Snapdragon de superar o Apple Silicon caso a Apple mantenha o cronograma de lançamento de 2 anos estabelecido com o M1. Os núcleos customizados do novo chip estreariam primeiro em notebooks, para então começarem a ser expandidos para outros segmentos, incluindo smartphones.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos