Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.119,90
    +2.510,40 (+5,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Qualcomm poderá perder exclusividade no fornecimento de modems 5G para iPhones

·2 min de leitura

Em entrevista concedida durante um evento para investidores, o CFO da Qualcomm Akash Palkhiwala afirmou que a companhia não fornecerá mais modems de conexão 5G de forma exclusiva para os celulares da Apple. Atualmente, a plataforma Snapdragon X60 é equipada em todos os aparelhos da linha iPhone 13.

Chip Snapdragon X60 5G é equipado na linha iPhone 13 (Imagem: Divulgação/Qualcomm)
Chip Snapdragon X60 5G é equipado na linha iPhone 13 (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

De acordo com Palkhiwala, a proporção de iPhones com estes componentes da Qualcomm deverá ser reduzida de forma drástica, já que eles estarão em apenas 20% dos smartphones montados no ano de 2023 — portanto, a companhia teria entre um e dois anos para se adaptar à nova realidade, que deverá representar uma significativa perda de receitas nessa área.

O principal motivo da mudança de estratégia da Apple é a intenção da companhia em implementar seus próprios modems 5G para os iPhones, continuando sua tendência volltada para depender cada vez menos de outras marcas para fornecimento de componentes internos dos celulares.

De acordo com o conhecido analista Ming Chi-Kuo, os primeiros chips 5G próprios da Maçã poderão ser implementados já a partir de um suporto iPhone 15 em 2023, mas é possível que isso aconteça antes — porém, por conta da complexidade de desenvolvimento das peças, alguns informantes apontam para a estreia da novidade apenas por volta de 2025.

Chips 5G da Qualcomm ainda devem estar em várias gerações futuras do iPhone (Imagem: Divulgação/Qualcomm)
Chips 5G da Qualcomm ainda devem estar em várias gerações futuras do iPhone (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

Ainda não há uma previsão relacionada ao encerramento completo da parceria entre Qualcomm e Apple para modems 5G, já que mesmo com uma implementação mais sólida dos novos chips, a fornecedora ainda deverá entregar os componentes por vários anos, em uma menor porcentagem dos iPhones. Por conta da grande demanda que os celulares da Apple costumam gerar, essa estratégia poderá garantir que a companhia de Cupertino não tenha grandes complicações na linha de produção.

Atualmente, as duas empresas possuem um contrato de seis anos, que garante a utilização de modems 5G fornecidos pela Qualcomm nos iPhones. Existe um documento adicional que a Apple poderá utilizar essas peças no mínimo até 2024, então grandes mudanças nesse aspecto poderão levar um certo tempo para acontecerem.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos