Mercado fechará em 4 h 52 min
  • BOVESPA

    109.899,92
    -288,65 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,65
    +221,19 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,85
    +0,60 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.791,30
    +8,90 (+0,50%)
     
  • BTC-USD

    16.861,13
    -131,90 (-0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    395,75
    -6,06 (-1,51%)
     
  • S&P500

    3.941,26
    -57,58 (-1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.596,34
    -350,76 (-1,03%)
     
  • FTSE

    7.520,89
    -0,50 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.511,25
    -54,75 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5013
    +0,0226 (+0,41%)
     

Qualcomm pode lançar Snapdragon para desktops com "desempenho promissor"

Segundo novos rumores divulgados nesta segunda-feira (7), o novo Snapdragon para PCs em que a Qualcomm está trabalhando deverá estrear com uma configuração de núcleos diferenciada e "performance extremamente promissora", incluindo alguns recursos únicos até então ausentes em chips ARM para computadores. Os avanços proporcionados pelas tecnologias da Nuvia, composta por ex-engenheiros da Apple, seriam realmente capazes de aproximar a solução dos rivais da família Apple Silicon.

Enquanto comentava a situação confusa dos núcleos do Snapdragon 8 Gen 2, que podem mesclar diferentes gerações, o desenvolvedor Kuba Wojciechowski informou ter recebido de fontes confiáveis detalhes sobre a primeira geração do Snapdragon 8cx para PC a utilizar recursos da Nuvia, a startup adquirida pela gigante em 2021 que chamou atenção pelos núcleos Phoenix. De acordo com Kuba, a plataforma atende pelo codinome "Hamoa", uma das praias do Havaí, seguindo o esquema de outros codinomes da linha.

Pela postagem, a solução aparentemente mira em desktops, ainda que o uso do termo "desktop" possa se referir a PCs em geral, e contaria com 12 núcleos, em uma configuração 8 + 4, sendo 8 núcleos de alto desempenho e 4 de alta eficiência. Apesar do foco diferente, ambos os tipos de núcleos seriam baseados no projeto do Phoenix, e trariam configurações de memória e cache similares ao Apple M1 — exatamente os pontos que diferenciam os processadores da gigante de Cupertino da concorrência.

Uma das características mais interessantes indicada pelo desenvolvedor é que esse novo Snapdragon teria suporte a GPUs dedicadas, ou seja, placas de vídeo de companhias como AMD, Intel e Nvidia. Isso não apenas turbinaria o desempenho gráfico dos computadores equipados com a plataforma, já que a CPU não precisaria compartilhar resfriamento e energia com uma GPU integrada, como também seria mais atraente para gamers e profissionais, cujos programas ainda são bastante vinculados às arquiteturas dessas companhias.

Quando anunciou o núcleo Phoenix, que prometia oferecer quase o dobro de desempenho frente ao Lightning da Apple, a Nuvia chamou a atenção de gigantes como a Qualcomm, que acabou a adquirindo (Imagem: Divulgação/Nuvia)
Quando anunciou o núcleo Phoenix, que prometia oferecer quase o dobro de desempenho frente ao Lightning da Apple, a Nuvia chamou a atenção de gigantes como a Qualcomm, que acabou a adquirindo (Imagem: Divulgação/Nuvia)

Nesse movimento, a Qualcomm se livraria de buscar apoio dos desenvolvedores para otimizar jogos e programas profissionais para sua própria GPU, um dos desafios que a Apple tem enfrentado com o Apple Silicon, ao mesmo tempo em que atrairia mais público, que não precisaria esperar por essas otimizações. Essa combinação de fatores já estaria fazendo a diferença, e conforme aponta Kuba, o desempenho seria "extremamente promissor".

Usando como base as informações conhecidas do núcleo Phoenix da Nuvia, em que a plataforma seria baseada, o relato tem bom embasamento. Desenvolvido por ex-engenheiros da Apple, a solução prometia quase o dobro de desempenho do núcleo Lightning de alto desempenho do A13 Bionic, chip que equipa o iPhone 11, atraindo os olhares de grandes companhias como a Qualcomm, que adquiriu a startup visando contra-atacar os avanços do Apple Silicon.

Mais rumores reforçam Snapdragon para PC promissor

As informações de Kuba Wojciechowski ganharam um reforço importante poucas horas depois — o leaker Roland Quandt, que tem um histórico bastante preciso de vazamentos, sugeriu que as fontes do desenvolvedor estão corretas, destacando o alto nível de desempenho acompanhado de elevada eficiência. O informante também assegurou que o codinome do componente é Hamoa, assim como enfatizou a capacidade de ser combinado a uma placa de vídeo dedicada.

Ainda que aparente ser extremamente promissor, o novo Snapdragon para PCs com núcleos da Nuvia deve estrear apenas em 2024, dando margem para que a Apple também evolua os próprios chips (Imagem: Wallace Moté/Canaltech)
Ainda que aparente ser extremamente promissor, o novo Snapdragon para PCs com núcleos da Nuvia deve estrear apenas em 2024, dando margem para que a Apple também evolua os próprios chips (Imagem: Wallace Moté/Canaltech)

Dito isso, Quandt aponta algumas dificuldades que a Qualcomm ainda deve enfrentar, em virtude da janela de lançamento. Previsto para chegar ao mercado apenas em 2024, o novo Snapdragon com núcleos da Nuvia teria de encarar uma concorrência ainda mais poderosa da Apple, que estaria chegando à sua 3ª ou mesmo 4ª geração. Não se sabe se os avanços seriam suficientes para bater um eventual Apple M3 ou M4, ainda que realmente sugiram uma competição mais acirrada.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: