Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.143,79
    +1.130,32 (+1,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.513,95
    -309,28 (-0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,67 (-0,77%)
     
  • OURO

    1.838,60
    -4,60 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    42.678,78
    +962,15 (+2,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.013,35
    +18,09 (+1,82%)
     
  • S&P500

    4.498,29
    -34,47 (-0,76%)
     
  • DOW JONES

    34.839,53
    -189,12 (-0,54%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    14.917,50
    -116,00 (-0,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1453
    -0,0221 (-0,36%)
     

Qualcomm anuncia Snapdragon 8 Gen 1 para experiências Android premium

·8 min de leitura

Durante o Snapdragon Tech Summit realizado nesta terça-feira (30), a Qualcomm anunciou o Snapdragon 8 Gen 1, mais novo chipset topo de linha da companhia para celulares. Confirmando rumores, a plataforma marca uma nova etapa para a empresa contando não apenas com um sistema de nomenclatura repaginado, como ainda novos núcleos com promessa de ganhos notáveis de desempenho, foco em Inteligência Artificial e câmeras turbinadas.

Novo nome para uma nova era

A primeira grande mudança trazida com o novo chip já havia sido anunciada na semana passada: a Qualcomm dá independência para a marca Snapdragon, que se torna sinônimo de "experiências premium", de acordo com a companhia. Além disso, o sistema de nomenclatura com três números foi deixado de lado em favor da combinação de um único número, da série, acompanhado da geração à qual o processador pertence.

As tradicionais quatro séries serão mantidas — série 8 para topos de linha, série 7 para intermediários premium, série 6 para intermediários e série 4 para smartphones de entrada —, e todas seguirão o mesmo esquema inaugurado com o Snapdragon 8 Gen 1, trazendo apenas a série e a geração.

Além de dar certa independência à marca Snapdragon, a Qualcomm abandona a nomenclatura de 3 números em favor das séries e suas gerações (Imagem: Qualcomm)
Além de dar certa independência à marca Snapdragon, a Qualcomm abandona a nomenclatura de 3 números em favor das séries e suas gerações (Imagem: Qualcomm)

A Qualcomm garante que os novos nomes visam oferecer simplicidade, ponto apoiado pelo fato de que agora as plataformas para celulares e notebooks estão alinhadas, mas ainda não está claro qual será o impacto da novidade nas revisões das plataformas, como o Snapdragon 888 Plus, ou variantes, como o Snapdragon 870, por exemplo.

CPU renovada com novos núcleos e potência para games

Destinado aos principais smartphones topo de linha de 2022, o Snapdragon 8 Gen 1 é o primeiro chipset da Qualcomm a adotar a recém-anunciada arquitetura ARMv9, seguindo os passos do rival Dimensity 9000 da MediaTek. A solução é equipada com 8 núcleos, liderados pelo potente Cortex-X2 de máxima performance, rodando a até 3,0 GHz.

Com promessa de ganhos de 20% em desempenho e 30% em eficiência, o Snapdragon 8 Gen 1 equipará os principais celulares topos de linha de 2022 (Imagem: Qualcomm)
Com promessa de ganhos de 20% em desempenho e 30% em eficiência, o Snapdragon 8 Gen 1 equipará os principais celulares topos de linha de 2022 (Imagem: Qualcomm)

A empresa não chegou a detalhar os núcleos utilizados nos clusters de alto desempenho e baixo consumo, mas a expectativa é que sejam utilizados os Cortex-A710 e Cortex-A510, respectivamente. O novo Snapdragon é fabricado utilizando litografia de 4 nm, teoricamente mais avançada que os 5 nm empregados pela Apple no A15 Bionic, e substancialmente mais eficiente que os 5 nm do Snapdragon 888, oferecendo até 20% mais desempenho enquanto consome 30% menos energia.

Com suíte Snapdragon Elite Gaming de 4ª geração, a nova plataforma da Qualcomm traz recursos de destaque como Adreno Frame Motion Engine, que dobra a taxa de quadros, e VRS Pro (Imagem: Qualcomm)
Com suíte Snapdragon Elite Gaming de 4ª geração, a nova plataforma da Qualcomm traz recursos de destaque como Adreno Frame Motion Engine, que dobra a taxa de quadros, e VRS Pro (Imagem: Qualcomm)

Também foi destacada a 4ª geração da suíte para games Snapdragon Elite Gaming, que traz uma série de novidades, integradas à nova GPU Adreno — o chip gráfico promete ser 30% mais potente que a Adreno 660 do Snapdragon 888, ao mesmo tempo em que consome 25% menos energia. Curiosamente, a Qualcomm sugere que aplicações baseadas na API Vulkan apresentarão desempenho 60% superior.

O Snapdragon 8 Gen 1 é pouco menor que uma moeda de 50 centavos (Imagem: Wallace Moté/Canaltech)
O Snapdragon 8 Gen 1 é pouco menor que uma moeda de 50 centavos (Imagem: Wallace Moté/Canaltech)

Além dos ganhos de performance, o destaque vai para os mais de 50 novos recursos proporcionados pela plataforma. Algumas das adições mais importantes incluem o Variable Rate Shading (VRS) Pro, que reduz o nível de detalhes de objetos menos importantes na cena de um jogo para aprimorar a performance, e o Adreno Frame Motion Engine, tecnologia que promete dobrar a taxa de quadros mantendo o nível de consumo.

Desenvolvedoras integrantes do programa Snapdragon Studios trabalharam para trazer ao Snapdragon 8 Gen 1 recursos como a Renderização Volumétrica (Imagem: Qualcomm)
Desenvolvedoras integrantes do programa Snapdragon Studios trabalharam para trazer ao Snapdragon 8 Gen 1 recursos como a Renderização Volumétrica (Imagem: Qualcomm)

Fora isso, o Snapdragon 8 Gen 1 traz a tecnologia de Renderização Volumétrica (Volumetric Rendering), otimizada pelas desenvolvedoras integrantes do selo Snapdragon Studios, que oferecerá efeitos de partículas volumétricas como névoa e fumaça com mais realismo, "similar aos efeitos de PCs e consoles", segundo a Qualcomm. Por fim, também vale menção ao suporte de gameplay com HDR e às tecnologias da Audiokinetic, como a Wwise, engine focada em oferecer áudio espacial inteligente.

Câmeras com vídeos em 8K HDR e fotos RAW de 18-bit

A novidade também oferece upgrades marcantes no departamento de câmeras, com o conjunto de tecnologias chamado pela Qualcomm de Snapdragon Sight. O grande destaque está no novo do processador de sinal de imagem (ISP) Spectra, primeiro do mundo para smartphones a suportar captura de imagens RAW em 18-bit.

Segundo a companhia, essa característica permite registrar mais de 4.000 vezes mais dados de câmera que os ISPs anteriores da marca, oferecendo cores e alcance dinâmico muito mais amplos com elevada nitidez em velocidades de processamento que chegam a 3,2 Gigapixels por segundo. Na prática, o chipset oferece 4 stops de alcance dinâmico e é capaz de registrar até 240 fotos de 12 MP em apenas um segundo.

Com tecnologia Snapdragon Sight, as câmeras de celulares equipados com Snapdragon 8 Gen 1 poderão capturar fotos RAW em 18-bit, gravar em 8K com HDR e mais (Imagem: Qualcomm)
Com tecnologia Snapdragon Sight, as câmeras de celulares equipados com Snapdragon 8 Gen 1 poderão capturar fotos RAW em 18-bit, gravar em 8K com HDR e mais (Imagem: Qualcomm)

Os avanços também possibilitam ao novo Snapdragon a gravação de vídeos em 8K com HDR, outra característica inédita em celulares, enquanto permitem a captura de fotos de 64 MP simultaneamente. Junto à isso, a plataforma traz suporte a HDR10+ e tecnologia Video Super Resolution, desenvolvida para entregar zoom em vídeo sem perdas drásticas de qualidade.

A gigante diz ter trabalhado no modo noturno com a Mega Multi-Frame Engine, que combina 30 imagens, 5 vezes mais que a geração passada, para enxergar em locais escuros, e oferece um Always-On ISP, sempre ativado para consumir menos energia e turbinar o reconhecimento facial, com bloqueio e desbloqueio automáticos de acordo com a aproximação do rosto ao telefone.

O Snapdragon 8 Gen 1 conta ainda com um motor dedicado para processamento da lente ultrawide, contando com correções de distorção e aberração cromática, assim como um motor para o modo bokeh, que promete criar um efeito borrado mais realista agora também em vídeos 4K.

IA que avalia suas prioridades

O processamento de Inteligência Artificial foi um dos pontos que mais recebeu atenção com o Snapdragon 8 Gen 1, munido da 7ª geração do motor de IA da empresa e alimentado pelo processador Qualcomm Hexagon, que promete ser 4 vezes mais potente que o oferecido pelo Snapdragon 888. O chipset traz ainda 2 vezes mais desempenho em processamento da linguagem Tensor e memória compartilhada 2 vezes maior.

A área recebe três grandes novidades: a primeira é o processamento de linguagem natural Hugging Face, que avalia em tempo real suas notificações para priorizar as mais importantes e agrupá-las de maneira inteligente. A segunda nasce da colaboração entre Qualcomm e Sonde Health, para integrar a tecnologia de reconhecimento de voz para detecção de problemas de saúde.

Com ela, o celular será capaz de identificar condições como asma, de pressão e até mesmo covid-19 apenas analisando o padrão vocal do usuário. A última novidade chega na forma da 3ª geração do Qualcomm Sensing Hub, que possibilita o processamento de IA sempre ativo, permitindo o acompanhamento de atividades físicas automaticamente e a integração com o ISP Spectra para o reconhecimento facial sempre ativo, consumindo 70% menos energia que a geração anterior.

A 7ª geração da Qualcomm AI Engine é 4 vezes mais potente que a antecessora, e inclui recursos como detecção de doenças por voz e filtros das lentes Leica (Imagem: Qualcomm)
A 7ª geração da Qualcomm AI Engine é 4 vezes mais potente que a antecessora, e inclui recursos como detecção de doenças por voz e filtros das lentes Leica (Imagem: Qualcomm)

A nova Qualcomm AI Engine também proporciona benefícios para as câmeras, que tiram proveito da tecnologia de efeito Bokeh com IA desenvolvido com tecnologia da ArcSoft, conhecida desenvolvedora de softwares para processamento e edição de imagem, além da adição dos filtros Leitz Look, que replicam os efeitos apresentados pelas lentes da Leica, tradicional fabricante de câmeras.

Por fim, a companhia fechou uma parceria com o Google Cloud para integrar a Vertex AI Neural Architecture Search (NAS), que agiliza o treinamento de modelos de IA personalizados ao reduzir a quantidade de linhas de código necessárias para o processo em até 80%. O recurso chega primeiro ao Snapdragon 8 Gen 1, e será levado a todo o portfólio da Qualcomm nos próximos meses.

Som avançado, segurança e outros recursos

O novo chipset premium da Qualcomm também chega com melhorias em áreas como conectividade, áudio e segurança. O sistema Qualcomm FastConnect 6900 integra Wi-Fi 6 e 6E para transferências de até 3,6 Gbps, junto ao Bluetooth 5.2, enquanto o modem Snapdragon X65 é o primeiro do mundo com suporte à rede 5G mmWave de 10 Gigabit.

O Snapdragon 8 Gen 1 traz ainda suporte ao novo protocolo Android Ready SE, codec de áudio Qualcomm aptX Lossless e conectividade Wi-Fi 6E, devendo estrear ainda em 2021 (Imagem: Qualcomm)
O Snapdragon 8 Gen 1 traz ainda suporte ao novo protocolo Android Ready SE, codec de áudio Qualcomm aptX Lossless e conectividade Wi-Fi 6E, devendo estrear ainda em 2021 (Imagem: Qualcomm)

As conexões mais avançadas beneficiam ainda a suíte Snapdragon Soung para áudio de alta qualidade, que inaugura o codec aptX Lossless prometendo oferecer qualidade de som de CD mesmo via Bluetooth. Para segurança, estão presentes recursos como a Trust Management Engine para processamento criptografado de dados e compatibilidade com o novo padrão Android Ready SE, que será utilizado para chaves digitais de carros, carteiras de habilitação e mais.

Outros destaques incluem a inédita tecnologia de iSIM, que integra a rede celular diretamente ao chipset para economizar energia e eliminar o uso de cartões nanoSIM ou mesmo do eSIM, instalado de maneira separada, e carregamento Quick Charge 5, para recargas de mais de 100 W de potência. O Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 está previsto para estrear ainda em 2021, em celulares de marcas como Motorola, Xiaomi, ZTE, Sony, Sharp, Honor e outras.

O Editor Wallace Moté viajou ao Hawaii a convite da Qualcomm para cobrir o Snapdragon Tech Summit.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos