Mercado fechará em 1 h 44 min
  • BOVESPA

    108.094,44
    -3.344,93 (-3,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.626,47
    -681,24 (-1,33%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,52
    -1,45 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.763,80
    +12,40 (+0,71%)
     
  • BTC-USD

    43.907,03
    -3.586,25 (-7,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.096,87
    -37,51 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.324,01
    -108,98 (-2,46%)
     
  • DOW JONES

    33.744,31
    -840,57 (-2,43%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.914,50
    -411,50 (-2,68%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2773
    +0,0779 (+1,26%)
     

Qual é o melhor iPhone em custo-benefício em 2021?

·8 minuto de leitura

Muita gente brinca que as palavras “iPhone” e “custo-benefício” não podem ser usadas na mesma frase. E, de fato, considerando a realidade do Brasil, os celulares da Apple não são baratos, ainda mais se levarmos em conta os preços dos aparelhos mais recentes que extrapolam os valores comuns de smartphones concorrentes.

Entretanto, a relação entre custo e benefício não está atrelada somente ao preço de um produto. A verdade é que tal conceito está mais relacionado aos recursos ou diferenciais de um aparelho (portanto os benefícios) e o valor cobrado, que, independente do montante, deve ser adequado para a proposta do dispositivo.

Assim, é inegável que um celular da Apple é caro, sendo que eles não serão recomendados para usuários que pretendem economizar. No entanto, é preciso entender de antemão que estamos falando de produtos que se encaixam no conceito premium e possuem bom valor de revenda, portanto eles não desvalorizam muito ao longo do tempo.

Dito isso, vamos ao tópico principal, afinal, qual iPhone tem o melhor custo-benefício? Vale a pena cogitar a compra de aparelhos antigos? Modelos usados são boas opções para longo prazo? Acompanhe os próximos parágrafos para saber qual celular Apple atende suas necessidades e pode ter um preço coerente.

Como fizemos a seleção

Essencialmente, a escolha de um smartphone depende de dois fatores: especificações e preço. Assim, esta lista leva em conta o valor de cada modelo no momento da publicação, bem como o histórico de valores recentes, números que usamos para balancear os principais benefícios de cada iPhone para distintas finalidades.

Neste artigo em específico, nós vamos relatar preços exatos, porém é preciso considerar que as ofertas variam de acordo com as lojas, o valor do dólar e a disponibilidade dos estoques, portanto alguns números podem ser diferentes quando você pesquisar. Além disso, esta lista pode ser atualizada no futuro para inclusão ou alteração dos aparelhos sugeridos.

Melhor iPhone custo-benefício

O iPhone que atende a melhor relação entre custo e benefício é o que combina desempenho exemplar, tecnologias recentes, boa qualidade de câmera, bateria suficiente para as principais necessidades e, é claro, um preço compatível com tais qualidades. Com tais parâmetros, podemos listar vários modelos adequados, o que inclui até mesmo o iPhone 11 e iPhone 12.

No entanto, tais produtos extrapolam alguns requisitos, pois já contam com câmeras mais avançadas, fora o fator novidade que impacta no valor e que, consequentemente, pode fugir da categoria de produtos acessíveis. Assim, nossa seleção é reduzida para aparelhos mais simples: o iPhone SE 2020, o iPhone XR ou mesmo o iPhone 8 (e seu irmão maior, o iPhone 8 Plus).

Entre esses aparelhos, temos dois celulares com tela grande: o iPhone XR e o iPhone 8 Plus. Há um artigo completo aqui no Canaltech falando sobre qual é o mais indicado entre tais modelos, sendo que o iPhone XR leva nossa recomendação por ser um produto mais moderno e com bateria caprichada.

Temos aqui também dois produtos com tela compacta: o iPhone SE 2020 e o iPhone 8. A semelhança entre esses modelos não está apenas no tamanho reduzido, mas em quase todas as outras características, já que o iPhone SE de 2ª geração é praticamente um iPhone 8 com hardware atualizado. Assim, a dúvida fica entre o iPhone SE 2020 e o iPhone XR.

O iPhone XR foi considerado por muito tempo como o melhor celular Apple em custo-benefício, mas hoje ele perde esse posto para o novo iPhone SE. Além da diferença evidente na questão do tamanho de tela, esses modelos também se diferenciam em questão de hardware e bateria. Por outro lado, os dois contam com a mesma câmera.

O detalhe principal para prestar atenção é que o iPhone SE 2020 tem hardware mais poderoso, já que ele usa o mesmo processador do iPhone 11, sendo que ele deve receber atualizações por muito tempo. Fora isso, ele é um dos celulares mais compactos da atualidade, bem como um dos mais leves, sendo a recomendação para quem prefere um iPhone clássico.

Já o iPhone XR perde em questão de desempenho, mas não se prenda a esse fato na hora de escolher o seu iPhone, já que a experiência geral oferecida pelos dois produtos é muito similar. Por outro lado, o iPhone XR tem uma vantagem substancial: uma bateria de autonomia prolongada, com capacidade para um dia intenso de uso.

É claro que a escolha entre eles pode depender essencialmente de sua preferência, porém há um fator muito relevante a ser considerado: o preço. Nesse caso, o iPhone XR perde muito de sua relevância, já que ele tem um valor de mercado muito mais alto. Vamos ver como eles se comparam em números para você avaliar qual é o mais interessante para o seu bolso.

O iPhone SE de 2ª geração é um celular que custa oficialmente a partir de R$ 3.699,00, que obviamente é um valor irreal para este produto. Nos últimos seis meses, os valores do iPhone SE de 64 GB variaram nas lojas online de R$ 2.184,00 a R$ R$ 2.699,00.

Imagem: Ivo/Canaltech
Imagem: Ivo/Canaltech

Já o iPhone XR está disponível no site da Apple a partir de R$ 4.999,00, que também está fora de cogitação como uma opção válida para compra. Em diversas lojas na internet, o valor do iPhone XR de 64 GB variou de R$ 2.807,01 a R$ 3.399,00 neste último semestre.

Considerando as melhores promoções no período, a diferença de preço entre eles é de mais de R$ 600, mas avaliando apenas as ofertas recentes, essa disparidade pode chegar a R$ 900. É claro que essa é a pior hipótese, mas o importante a avaliar no momento da compra é se você está disposto a pagar mais por um iPhone com tela maior e bateria melhor.

Dado todos esses argumentos, nossa principal indicação de celular Apple com bom custo-benefício é o iPhone SE 2020. Este modelo entrega experiência de uso excelente, alto desempenho com um processador muito robusto e ótima qualidade de fotos.

Vale mencionar que qualquer que seja sua escolha, é importante ficar atento ao fato de que nenhum dos atuais iPhones traz carregador na caixa, apenas o cabo. Então esteja preparado para um gasto adicional.

Segunda opção de iPhone em custo-benefício

Agora que já elucidamos todos os pontos importantes entre os celulares Apple mais acessíveis, você deve imaginar que a segunda melhor escolha em iPhone de custo-benefício seja o iPhone XR, certo? Calma, que não é tão simples assim. O iPhone XR é sim um ótimo celular e deve ser um aparelho adequado para quem busca um modelo com tela grande e pelo menor preço.

O detalhe é que o valor do iPhone XR não reduziu muito ao longo dos anos, sendo que ele estabilizou numa faixa que o coloca numa situação complicada. Por outro lado, há um celular Apple que teve seu preço reajustado e ficou muito mais atraente: o iPhone 11. Basicamente, estamos falando do iPhone mais vendido em 2020, que continua fazendo sucesso em 2021.

O iPhone 11 e o iPhone XR compartilham muitas similaridades. Eles têm design muito parecido (com leves adaptações no iPhone 11 para acomodar o novo sistema de câmeras), medidas iguais, o mesmo peso e até a tela idêntica em tamanho e resolução. Assim, é perfeitamente normal que tantas pessoas tenham dúvidas sobre qual vale a pena.

Então, o que muda? Bom, o iPhone 11 tem hardware atualizado (com nova CPU e mais memória RAM), configuração de câmera dupla, câmera frontal de maior resolução e bateria que, segundo a Apple, entrega maior autonomia. Por conta do novo processador Apple A13 Bionic, o iPhone 11 faz melhores fotos com o Modo Noite e a tecnologia Deep Fusion.

Na prática, isso significa que o iPhone 11 entrega melhor experiência, já que ele é capaz de gerenciar melhor o multitarefa, bem como processar apps e games de forma mais rápida. As novidades de inteligência artificial resultam em benefícios nas fotos e vídeos, fora as selfies de melhor qualidade, sendo este o modelo mais recomendado para os viciados em Instagram.

Todos esses pontos favoráveis do iPhone 11 ficam ainda mais atraentes quando chegamos à questão do preço. Nos últimos seis meses, o valor do iPhone 11 de 64 GB variou de R$ 3.353 a R$ 4.081.

Isso significa que é possível adquirir um celular mais recente, com processador mais poderoso, melhores câmeras e bateria aprimorada investindo apenas R$ 400 a mais do que se gastaria com o iPhone XR. É claro que o valor que beira os R$ 4.000 é um tanto assustador, mas o iPhone 11 será um aparelho melhor no longo prazo.

Por fim, vale pensar se você precisa de um celular tão recente e tão caro. Modelos como iPhone 8 e iPhone 8 Plus ainda estão disponíveis e podem ser interessantes se você não faz questão de ter um celular atualizado, sendo que, dependendo do valor, eles também podem ser classificados como boas opções em custo-benefício.

Nossa única recomendação é que você evite os iPhones mais antigos, ainda mais modelos usados, já que muitas vezes você terá de substituir a bateria para garantir uma experiência satisfatória. Esperamos ter ajudado e desejamos boa sorte na busca pelo seu novo celular da Apple!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos