Mercado abrirá em 5 h 30 min
  • BOVESPA

    108.376,35
    -737,80 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.006,11
    +197,55 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,80
    -1,70 (-2,17%)
     
  • OURO

    1.625,40
    -10,80 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    18.717,85
    -1.531,49 (-7,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    428,21
    -30,93 (-6,74%)
     
  • S&P500

    3.647,29
    -7,75 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    29.134,99
    -125,82 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.886,46
    -98,13 (-1,40%)
     
  • HANG SENG

    17.199,71
    -660,60 (-3,70%)
     
  • NIKKEI

    26.173,98
    -397,89 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    11.202,00
    -131,75 (-1,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1186
    -0,0413 (-0,80%)
     

Qual é o melhor celular Xiaomi por até R$ 2.000 em 2022?

O mercado de smartphones está repleto de opções e a Xiaomi é uma das empresas que mais lança aparelhos, seja qual for a categoria. Com isso, fica um pouco difícil escolher um modelo, diante de tantas alternativas. Pensando nisso, preparei uma lista com as melhores opções de celulares da marca para comprar por até R$ 2.000.

No texto, apresento modelos que foram lançados no mercado global e podem ser adquiridos aqui por meio de importação.

Xiaomi tem uma boa variedade de celulares por até R$ 2.000
Xiaomi tem uma boa variedade de celulares por até R$ 2.000

Separei os aparelhos por categorias para te ajudar a escolher o melhor smartphone de acordo com as suas necessidades — seja para tirar fotos, ter uma boa navegação ou passar mais tempo longe das tomadas. Confira:

Melhor celular da Xiaomi por até R$ 2.000

Redmi Note 11 Pro 5G

O Redmi Note 11 Pro 5G se destaca como o melhor celular da Xiaomi no geral para comprar no Brasil por até R$ 2.000. O aparelho foi lançado no começo deste ano e tem um conjunto de hardware bem equilibrado, para atender bem a vários gostos.

Seu módulo de câmeras inclui um sensor principal de 108 MP, que ajuda a tirar fotos em um tamanho maior sem perder a resolução. Além disso, o chipset — um Snapdragon 695 — contribui para um bom desempenho mesmo para tarefas e jogos que exigem um pouco mais do processador.

Redmi Note 11 Pro 5G tem oferece um bom equilíbrio com suas especificações (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)
Redmi Note 11 Pro 5G tem oferece um bom equilíbrio com suas especificações (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Também é importante destacar que essa é a variante que já possui suporte para a rede 5G, então é um modelo que não começará a ficar desatualizado ao longo do próximo ano, conforme a conexão móvel da nova geração fica mais popular em nosso país.

Já sua bateria tem capacidade de 5.000 mAh — o que está exatamente na média dos padrões atuais. Dessa forma você poderá ter um dia tranquilo de uso — desde que moderado — com apenas uma carga.

Melhor celular da Xiaomi por até R$ 2.000 para tirar fotos

POCO X3 GT

Já se seu foco é um smartphone que tire boas fotos nesta categoria, a melhor escolha é o Poco X3 GT. O modelo foi lançado no ano passado e ainda atende muito bem em 2022.

Ele conta com uma câmera principal de 64 MP que, apesar de ter menos megapixels do que o Redmi Note 11 Pro 5G, entrega um desempenho superior em resolução e qualidade de imagem, de acordo com os nossos testes.

POCO X3 GT é uma ótima escolha se busca um celular para tirar fotos (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)
POCO X3 GT é uma ótima escolha se busca um celular para tirar fotos (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Além disso, a lente principal é acompanhada por um sensor ultrawide de 8 MP, que ajuda a tirar boas fotos com um campo de visão maior.

Por fim, a lente macro permite obter registros mais detalhados de objetos bem aproximados e é ótima para capturar os detalhes de plantas ou flores, por exemplo.

Imagens obtidas com o POCO X3 GT:

Ele também conta com uma bateria de 5.000 mAh e a autonomia geral deve igualar com o Redmi Note 11 Pro 5G e permitir que ele passe um dia longe das tomadas com um uso mais moderado.

Seu preço hoje gira em torno de R$ 2.000 e R$ 2.100, mas ele já chegou a custar R$ 1.700 nos últimos 40 dias, então é interessante ficar de olho em possíveis ofertas para o dispositivo.

Melhor celular da Xiaomi em bateria por até R$ 2.000

Redmi Note 10 Pro

O Redmi Note 10 Pro é outro modelo lançado pela Xiaomi no ano passado — porém durante o primeiro trimestre. Ele se destaca por oferecer a “melhor” bateria entre os modelos até R$ 2.000.

Na verdade, o modelo não chega a oferecer uma autonomia tão acima da média, mas com 5.020 mAh, ele se torna uma opção mais atrativa para quem quer comprar um celular nessa faixa de preço. No dia-a-dia, ele deve aguentar facilmente chegar a um dia inteiro com uma única carga.

Redmi Note 10 Pro é ótimo se você busca um celular com boa autonomia (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)
Redmi Note 10 Pro é ótimo se você busca um celular com boa autonomia (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Suas demais especificações também não deixam a desejar. Ele possui um chip Snapdragon 732G com uma combinação de até 8 GB de RAM com 128 GB de armazenamento interno e tem um conjunto de quatro câmeras traseiras, com um sensor principal de 108 MP.

Melhor celular da Xiaomi em desempenho por até R$ 2.000

Mi 11 Lite 5G

Por último, se você busca um celular que tenha um foco maior em desempenho, sem se preocupar tanto com as demais características, o Mi 11 Lite 5G é a melhor escolha. Ele fica na faixa de até R$ 2.000 e entrega mais performance entre os aparelhos listados.

O dispositivo é equipado com a plataforma móvel do Snapdragon 780G, que possui um núcleo com frequência de 2,4 GHz, três núcleos de 2,2 GHz e quatro de 1,9 GHz. Na prática, isso permite executar apps e jogos com mais fluidez, sem sofrer com muita lentidão ou travamento.

Este smartphone também possui até 8 GB e suas opções de armazenamento interno são de 128 GB e 256 GB, o que pode beneficiar quem quer armazenar muitos apps e jogos na memória interna — além de arquivos de mídia, é claro.

Vale destacar que ele também já está pronto para a tecnologia de rede móvel da nova geração, então ainda poderá atender muito bem ao longo de 2023, quando o 5G chegar a mais cidades brasileiras.

Ao passo que ele ganha em desempenho, no entanto, ele perde em autonomia. Sua bateria é um pouco inferior aos demais listados, com “apenas” 4.250 mAh. Não chega a ser ruim, mas se quiser um dia inteiro de carga, talvez seja necessário economizar um pouco no uso ao longo das horas.

Seu preço atualmente também passa um pouco dos R$ 2.000, mas já chegou a custar por volta de R$ 1.900 nas últimas semanas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: