Mercado abrirá em 9 h 10 min
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,07
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.790,70
    +6,00 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    50.667,92
    -85,25 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.308,01
    -13,27 (-1,00%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    24.013,64
    +29,98 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    28.774,05
    +318,45 (+1,12%)
     
  • NASDAQ

    16.397,50
    +79,50 (+0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3510
    +0,0113 (+0,18%)
     

Quais são os 7 jatos mais vendidos do mundo?

·4 min de leitura

Você já viu aqui no Canaltech quais os carros mais vendidos do mundo. Agora, chegou a hora de saber quais são os jatos preferidos do mercado. A pandemia da covid-19 influenciou diretamente nos números, mas, mesmo assim, segundo relatório da GAMA (Associação de Fabricantes da Aviação Geral), houve um bom movimento em vendas.

A retração em relação aos números de 2019 foi de cerca de 20%, com o resultado final apontando a entrega de 644 novos jatos em 2020 contra 809 no ano anterior. Pete Bunce, CEO da GAMA, revelou ainda que, no recorte geral, em receita (incluindo todos os tipos de aeronaves, não apenas os jatos executivos), a queda foi de US$ 20 bilhões, aproximadamente 14,8%.

Em relação aos jatos executivos, que são a maioria em nossa lista com os 7 mais vendidos do mundo, o relatório apontou que o mercado dos Estados Unidos foi responsável por 66% das entregas no setor, seguido pela Europa, com 16,7%.

Conheça abaixo os 7 jatos mais vendidos do mundo.

7. Dassault

Imagem: Divulgação/Dassault
Imagem: Divulgação/Dassault

A Dassault, que produz, entre outros, o Falcon 8X, abre a lista com 34 jatos vendidos entre janeiro e dezembro do ano passado. O modelo da foto é o atual carro-chefe (ou jato-chefe) da linha.

O Falcon 8X tem autonomia de voo de 11.945 km, o que permite a ele ir de São Paulo a qualquer ponto dos Estados Unidos sem a necessidade de fazer escalas. Também possui a cabine mais longa de sua família: 13m de comprimento, com 1,88m de altura e 2,34m de largura. O preço? Cerca de R$ 240 milhões.

6. Pilatus PC-24

Imagem: Divulgação/Pilatus
Imagem: Divulgação/Pilatus

Este jato em específico teve 41 unidades vendidas em 2020 e, por isso, ocupa o sexto lugar da nossa lista. Fabricado pela Pilatus Aircraft, é considerado um jato super versátil, pois, segundo a marca, “combina a versatilidade de um turboélice com o tamanho da cabine de um jato médio e o desempenho de um jato leve”. A autonomia anunciada é de cerca de 3.610 km e o preço gira em torno de R$ 49,1 mihões.

5. Bombardier Challenger 350

Imagem: DIvulgação/Bombardier
Imagem: DIvulgação/Bombardier

Os jatos da Bombardier venderam um total de 44 unidades no último levantamento divulgado pela GAMA. O responsável por puxar as vendas foi o Challenger 350. Ele é o quinto entre os jatos mais vendidos do mundo por reunir conforto e autonomia.

Segundo a fabricante, ele pode voar 2.780 quilômetros sem escala, suficiente para ligar Nova York a Londres, por exemplo. Custa R$ 145,7 milhões.

4. Phenom 300

Imagem: Divulgação/Embraer
Imagem: Divulgação/Embraer

Olha o Brasil na lista dos jatos mais vendidos do mundo! O Phenom 300, da Embraer, junto do Phenom 300E, foi o jato leve com mais entregas no planeta em 2020, com 50 unidades. Desde 2009, ano em que entrou em operação, já foram comercializadas 600 unidades ao preço de R$ 10,8 milhões cada.

Líder de vendas em sua categoria por nove anos consecutivos, o Phenom 300 tem autonomia de voo de 3.650 km, pode levar até 9 tripulantes e alcança velocidade máxima de 963 km/h. “O contínuo sucesso do Phenom 300, como o jato leve mais vendido do mundo, é reflexo do nosso comprometimento em entregar a melhor experiência ao cliente na aviação executiva”, disse Michael Amalfitano, presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva.

3. Bombardier Global

Divulgação/Bombardier
Divulgação/Bombardier

A Bombardier, que comercializou 44 unidades na categoria Challenger, abre o pódio dos jatos mais vendidos do mundo com os modelos da categoria Global. Foram 59 vendidos em 2020, incluindo os modelos 6000, avaliado em R$ 250 milhões, Global 8000 (foto) e Global 7000.

Esse último, aliás, é capaz de alcançar velocidade máxima de Mach 0,995 e percorrer distâncias entre Nova York e Dubai ou Pequim e Washington sem escalas.

2. Cirrus SF50 Vision

Imagem: Divulgação/Cirrus
Imagem: Divulgação/Cirrus

O segundo jato mais vendido do mundo é uma aeronave monomotor considerada leve que é fabricada pela Cirrus Aircraft de Duluth, empresa com sede em Minnesota, nos Estados Unidos. A autonomia de voo é de aproximadamente 2.000 km e o preço de cada uma das 73 unidades vendidas em 2020 gira em torno de R$ 10,7 milhões.

Uma das curiosidades a respeito do modelo é que ele é o único do mundo que aciona um paraquedas de emergência para o avião caso ocorra algum problema técnico grave no motor.

1. Gulfstream G500 e G650

Imagem: Divulgação/Gulfstream
Imagem: Divulgação/Gulfstream

A Gulfstream, marca favorita dos maiores bilionários do planeta, é, sem surpresas, dona da primeira posição na lista dos jatos mais vendidos do mundo. Os modelos preferidos entre os 105 vendidos no período considerado para a formatação dessa lista são o Gulfstream G500, avaliado em R$ 245,5 milhões, e o Gulfstream G650, cujo preço pode beirar os R$ 400 milhões.

Esse último alcança velocidades próximas a 1.000 km/h e tem autonomia de 12.960 km. Não à toa, segue como o mais vendido do mundo atualmente e é o preferido dos homens mais ricos do mundo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos