Mercado abrirá em 4 h 16 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,07
    +0,79 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.858,70
    +16,60 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    30.328,06
    +847,62 (+2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    679,37
    +6,00 (+0,89%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.445,84
    +55,86 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.904,00
    +63,25 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1574
    +0,0046 (+0,09%)
     

Quais riscos de segurança o Metaverso pode trazer?

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Metaverso foi um dos assuntos de 2021, principalmente após a mudança de nome do Facebook, a empresa, para Meta, mostrando o quanto ela vê essa tecnologia como algo lucrativo e importante para o futuro.

Na concepção atual de metaverso, eles são ambientes em que pessoas podem se conectar por meio de avatares e fazer tudo como se estivessem no mundo real: buscar informações, se comunicar, fazer compras e trabalhar.

A tecnologia já está sendo discutida há alguns anos, com ambientes como Fortnite e Minecraft, que reúnem jogadores em mesmas instâncias do jogo para interagirem e compartilharem experiências sendo considerados exemplos de metaversos, assim como interações a partir de Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (RV).

Porém, para Daniel Cunha Barbosa, Pesquisador da ESET América Latina, por mais que o Metaverso apresente várias oportunidades, é necessário ter em mente que ele também pode gerar problemas, principalmente com empresas que estejam correndo para reparar sua implementação — o que pode ignorar medidas de segurança necessárias ao contexto da tecnologia.

Por isso, pensando já em possíveis perigos que pessoas podem enfrentar no Metaverso, a firma de segurança ESET compartilhou alguns dos tópicos em que os usuários mais devem prestar atenção nessa nova configuração. Confira a seguir:

Os possíveis riscos do Metaverso

Mais de um mundo virtual

O Metaverso será o mundo criado pela empresa Meta, que também possui plataformas como Facebook, Instagram e WhatsApp, mas pode haver mais de um mundo virtual - e é nisso que a ESET acredita que perigos podem se esconder. Segundo a firma de segurança, cada ambiente pode necessitar de informações próprias para permitir o acesso dos usuários, e nisso pode ser que cenários mal-intencionados apareçam e queiram dados que podem ser utilizados para fraudes.

Além disso, quanto mais ambientes de diferentes empresas forem aparecendo no Metaverso, exigindo diferentes informações para os usuários, mais Que tipo de informação precisará ser fornecida para sair de um mundo e entrar em outro? O usuário fará isso ativamente ou as plataformas negociarão entre si? A segurança das informações armazenadas será a mesma para todos os mundos ou é possível que um deles seja mais "vulnerável"?

Personificação no Metaverso

<em>No metaverso, os perigos podem estar disfarçados de usuários normais. (Imagem: Reprodução/Pixabay/Matryx)</em>
No metaverso, os perigos podem estar disfarçados de usuários normais. (Imagem: Reprodução/Pixabay/Matryx)

Em plataformas onde é possível personalizar um avatar, como o Metaverso, geralmente imagens que nada têm a ver com as características físicas do usuário são utilizadas para representar os usuários — e a mesma tática também é adotada por indivíduos mal-intencionados, que buscam obter informações ou mesmo dinheiro de outras pessoas. Tome cuidado.

Troca de informações e malware

É possível que diferentes tipos de interações sejam permitidas dentro de um ambiente imersivo, de modo que, além da interação de andar e conversar com outras pessoas, seja possível enviar e receber arquivos de diversos tipos, como imagens, vídeos ou documentos. Pode até ser possível transferir diretamente recursos entre as pessoas — o que pode levar a incidência de malwares e outros tipos de arquivos fraudulentos, fazendo com que usuários do Metaverso, por segurança, tenham que ter em mente aquela velha máxima: "não interaja com estranhos".

Lojas, compras e formas de pagamento

Independente de transações com dinheiro tradicional ou criptomoedas, as vendas no Metaverso serão parte integrante do mundo digital - e com isso, saber como e onde os dados pessoais utilizados nessas compras serão guardados é importante, assim como é na internet atual, para saber quem pode ter acesso a eles e também quem procurar caso um vazamento ocorra.

A gestão dos dados pessoais no Metaverso

<em>Os dados pessoais podem estar em perigo no metaverso dependendo de fatores usados na criação do ambiente. (Imagem: Divulgação/Surfshark)</em>
Os dados pessoais podem estar em perigo no metaverso dependendo de fatores usados na criação do ambiente. (Imagem: Divulgação/Surfshark)

Hoje já existem dados cadastrais como nome, telefone, documento de identidade, endereço e vários outros que permitem a identificação, além de senhas e informações sobre gostos pessoais que compõem o grupo de dados mais sensíveis — e com o Metaverso e sua possível exigência de óculos de realidade virtual, ainda mais detalhes, como identificações biométricas, podem virar ativos mais comuns nesses processos.

Com isso, é importante que os usuários do Metaverso avaliem os perigos que ter tantas informações sobre eles em banco de dados podem apresentar, tanto para as identidades digitais quanto mesmo para possíveis tentativas de fraudes de identidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos