Mercado fechará em 2 h 52 min
  • BOVESPA

    125.652,35
    +1.040,32 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.170,24
    +259,71 (+0,51%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,23
    +0,58 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.801,40
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    40.147,11
    +2.461,35 (+6,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    941,62
    +11,69 (+1,26%)
     
  • S&P500

    4.397,14
    -4,32 (-0,10%)
     
  • DOW JONES

    34.931,61
    -126,91 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.016,63
    +20,55 (+0,29%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    14.995,00
    +47,25 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1048
    -0,0036 (-0,06%)
     

Quais criptomoedas caíram mais que o Bitcoin desde a alta histórica?

·3 minuto de leitura
Criptomoedas em queda de mercado Bitcoin Ethereum Dogecoin Ripple
Criptomoedas em queda de mercado Bitcoin Ethereum Dogecoin Ripple

Com o Bitcoin abaixo dos US$ 30 mil, o mercado está receoso, agitado e, como sempre, os investidores ligaram o alerta. É inegável que estamos passando por um período de baixa e que tem até indícios de que ele pode durar um certo tempo.

O Bitcoin caiu mais de 54% desde a sua alta histórica (ATH) em abril deste ano. Mas não é só a maior criptomoeda do mundo que está passando por um momento fraco.

A queda em todo o mercado está generalizada, o que confirma que estamos passando por um “mini-inverno” no setor. Como muitas altcoins têm uma forte correlação com o Bitcoin, muitas estão caindo e até desvalorizando mais.

Quais criptomoedas caíram mais que o Bitcoin desde sua respectiva alta histórica?

Charlie Bilello, fundador e CEO da Compound Capital Advisors, destacou em uma publicação feita em seu Twitter quais foram as criptomoedas que caíram mais que o Bitcoin durante 2021.

A porcentagem, no exemplo de Bilello, é em relação ao ATH de cada uma durante esse ano, que aconteceram em momentos distintos.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Enquanto o Bitcoin caiu por volta de 55%, outras desvalorizaram ainda mais, com projetos como Dogecoin e Polkadot, por exemplo, caindo muito além da casa dos 70%.

A visão é bastante pessimista para os investidores, principalmente para aqueles que entraram no mercado durante o ATH (algo extremamente comum desde 2017).

Com isso, as criptomoedas trouxeram uma perda de capital muito grande para quem entrou no mercado quando bitcoin era negociado por US$ 60 mil. Claro que isso levou muitos críticos do Bitcoin a aparecerem mais uma vez.

Um desses casos foi o de Peter Schiff, que sempre que o Bitcoin cai, aparece para maldizer o ativo digital.

“Hoje os ativos de risco caíram com investidores aproveitando para se proteger em suas reservas de valores de escola. O Yen japonês, o Franco suíço, o Dólar dos EUA, os Títulos Públicos e o Ouro negociaram em alta durante o dia. Você notará que investidores não buscaram refúgio no Bitcoin, já que ele é um ativo de risco e não uma reserva de valor.”

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O preço no longo prazo fornece outra visão

Enquanto muitos estão falando sobre as quedas em relação a ATH de 2021, muitos estão pensando em períodos maiores, considerando os ganhos de longo prazo de cada moeda, já que não é justo comparar apenas com a mais recente ATH.

O CEO da Binance Changpeng Zhao, por exemplo, respondeu ao tweet de Bilello sugerindo uma análise em relação aos últimos 365 dias.

Alguém obteve a resposta que acabou dando um aspecto diferente para o criptomercado todo, com o Bitcoin operando com ganhos de 225%.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nesse caso temos uma “briga” entre duas crenças diferentes, aqueles que acreditam que o mercado de criptomoedas está passando por uma nova formação de um fundo, antes de buscar novos recordes, enquanto outros imaginam que essa é a prova de que o Bitcoin e “sua turma” não são bons investimentos.

Para todos os casos, é importante tomar muito cuidado com qualquer investimento feito, com um gerenciamento de risco adequado a sua visão deste mercado.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos