Mercado abrirá em 5 h 49 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,14
    -0,12 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.812,30
    -9,90 (-0,54%)
     
  • BTC-USD

    38.409,05
    -2.005,30 (-4,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    931,77
    -29,12 (-3,03%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    26.198,56
    -37,24 (-0,14%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.987,25
    +34,50 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1192
    -0,0249 (-0,41%)
     

Python está bem perto de virar a linguagem de programação mais popular

·2 minuto de leitura

Enquanto o C e o Java continuam a ser as linguagens de programação mais populares entre os desenvolvedores, o índice Tiobe dá indícios de que o Python pode virar a opção dominante em breve. A lista, atualizada mensalmente, organiza as linguagens com base na frequência das pesquisas feitas em sites de internet usando o nome de cada uma delas como palavras-chave.

Segundo o CEO da Tiobe, Pau Jensen, a diferença de popularidade entre o C e o Python tem diminuído constantemente. No relatório referente ao mês de julho, por exemplo, ela chega a somente é de 0,67%. “Isso significa que os próximos meses vão ser interessantes. Qual linguagem vai vencer essa batalha? Pyton parece ter as melhores chances de virar número 1, graças à sua liderança no mercado em campos em expansão como a mineração de dados e a inteligência artificial”, explicou.

Imagem: Captura de Tela/Canaltech
Imagem: Captura de Tela/Canaltech

A metodologia do Tiobe diferente daquela usada por plataformas como o RedMonk, que considera o uso das linguagens baseado em projetos hospedados pelo GitHub. Segundo os dados divulgados pela ela, no primeiro trimestre de 2021 os desenvolvedores deram preferência ao JavaScript, seguido pelo Python e pelo Java.

Rust surge como promessa futura

Embora ainda apareça na 27ª posição do ranking organizado pela Tiobe, o Rust aparece como uma linguagem promissora para o futuro. Ela está sendo apoiada por gigantes da tecnologia como Google, Microsoft, Amazon e Facebook, que veem uma alternativa mais segura ao C e ao C++ que, apesar de populares, sofrem com limitações impostas por suas idades avançadas.

Recentemente, o Google anunciou que vai apoiar um projeto que usa o Rust para reescrever partes do kernel do Linux. Se bem-sucedido, ele deve trazer mais segurança a softwares como o Chrome e ao sistema operacional Android, que já tem algumas de suas partes escritas na linguagem de programação.

Apesar de ter um local estável no ranking, o Python também traz um futuro promissor: recentemente, seu criador, Guido Van Rossum, foi contratado pela Microsoft, que deu a ele rédeas livres para aprimorar sua obra. A linguagem deve ser adotada na estratégia de nuvem do Azure e promete ajustes futuros que devem ajudar a diminuir o consumo de energia e de memória exigidos do hardware.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos