Mercado fechará em 6 h 11 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,91
    +0,47 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.779,70
    +14,00 (+0,79%)
     
  • BTC-USD

    62.264,16
    +1.253,63 (+2,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,95
    +2,32 (+0,16%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,63
    -0,20 (-0,00%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.340,25
    +49,75 (+0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4731
    +0,0816 (+1,28%)
     

Provedora de internet processa Netflix por sucesso com ‘Round 6’

·2 minuto de leitura
Logo da Netflix exibido em celular
Séries como Round 6 e D.P estariam aumentando de forma significativa o tráfego de dados na Coréia do Sul

(Getty Creative)

  • Provedora de internet sul-coreana entrou com processo contra a Netflix 

  • A empresa alega estar arcando com custos extras por conta do tráfego elevado gerado pelo streaming

  • Só em 2020, prejuízo teria sido de R$ 124 milhões

A provedora de internet SK Broadband entrou com um processo contra a Netflix por conta do excesso de tráfego que as séries do streaming estão gerando. A empresa sul-coreana pediu ajuda para arcar com os custos extras destinados a atender à alta demanda dos consumidores e resolver os pedidos de manutenção.

Segundo a SK, a quantidade de dados consumida pela Netflix aumentou 24 vezes com relação a maio de 2018 graças ao sucesso que séries como ‘D.P’ e ‘Round 6’ têm no país. Esta última, aliás, é o grande hit do momento e pode se tornar a mais vista da história da plataforma.

Leia também:

As informações divulgadas pela Reuters ainda apontam que desde 2018 a Netflix paga pelo uso dos serviços da SK e que tem uma linha inteira focada em garantir o acesso dos consumidores aos vídeos em alta definição. Ainda assim, só pelos prejuízos gerados em 2020, o streaming estaria devendo cerca de US$ 22,9 milhões, equivalentes a R$ 124,63.

A operadora também pontua que a Netflix é, ao lado do Youtube, a plataforma que mais gasta banda larga na Coréia do Sul e que ambas as empresas são as únicas que não pagam uma taxa extra por isso. Facebook, Apple e Amazon já são taxados pelo excesso de tráfego gerado.

A Netflix respondeu que avaliará as queixas e buscará novas formas de trabalhar com a operadora para que os clientes não sejam afetados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos