Mercado fechará em 1 h 13 min
  • BOVESPA

    106.774,42
    -2.167,26 (-1,99%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,54
    -1.900,84 (-3,68%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,50
    -2,64 (-3,10%)
     
  • OURO

    1.835,10
    +3,30 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    35.226,20
    -139,96 (-0,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    796,55
    -14,05 (-1,73%)
     
  • S&P500

    4.254,98
    -142,96 (-3,25%)
     
  • DOW JONES

    33.343,75
    -921,62 (-2,69%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    13.768,75
    -657,75 (-4,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2430
    +0,0530 (+0,86%)
     

Província canadense de Quebec taxará não vacinados

·1 min de leitura
Enfermeira prepara vacina da Pfizer-BioNTech contra covid-19 para crianças, para distribuição em Montreal, Quebec, em 24 de novembro de 2021 (AFP/Andrej Ivanov)

A província canadense de Quebec, paralisada pela propagação da variante ômicron, vai criar nas próximas semanas um novo imposto sanitário para quem não está vacinado contra a covid-19.

"Estamos trabalhando em uma contribuição de saúde para todos os adultos que se recusam a ser vacinados", pois eles representam um "fardo financeiro para todos os quebequenses", disse o primeiro-ministro de Quebec, François Legault.

Para ele, os 10% dos habitantes da província que ainda não receberam uma dose do imunizante não devem "prejudicar" os 90% que já se vacinaram.

"Não cabe a todos os quebequenses pagar por isso", afirmou durante uma coletiva de imprensa, e especificou que o governo da província quer que o imposto represente uma "quantidade significativa".

"Sinto certo descontentamento com a minoria não vacinada que, considerando tudo, obstrui nossos hospitais", acrescentou.

O primeiro-ministro de Quebec explicou que esses 10% de adultos não vacinados representam 50% das pessoas em unidades de terapia intensiva, situação que descreveu como "chocante".

Em uma tentativa de conter a nova onda, Quebec anunciou em 30 de dezembro o retorno de algumas restrições, incluindo um toque de recolher às 22h e a proibição de reuniões privadas.

No total, 2.742 pessoas com covid estão hospitalizadas e cerca de 255 pessoas estão em terapia intensiva em Quebec, que tem cerca de 8 milhões de habitantes.

As hospitalizações também continuam a aumentar na província vizinha de Ontário, a mais populosa do Canadá, com 3.220 pessoas internadas e 477 em terapia intensiva.

tib/ast/crs/st/ag/dl/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos