Mercado fechará em 4 h 49 min
  • BOVESPA

    108.445,34
    +68,99 (+0,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.267,13
    +261,02 (+0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,89
    +2,39 (+3,04%)
     
  • OURO

    1.658,60
    +22,40 (+1,37%)
     
  • BTC-USD

    19.416,70
    -779,05 (-3,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,34
    +14,56 (+3,39%)
     
  • S&P500

    3.678,88
    +31,59 (+0,87%)
     
  • DOW JONES

    29.390,09
    +255,10 (+0,88%)
     
  • FTSE

    7.000,75
    +16,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    17.250,88
    -609,43 (-3,41%)
     
  • NIKKEI

    26.173,98
    -397,89 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    11.391,25
    +57,50 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1628
    +0,0029 (+0,06%)
     

Protótipo de bateria promete recarregar eletrônicos em segundos

Protótipo de bateria solar renovável promete recarregar smartphones e smartwatches em até 30 segundos, combinando baterias de íon de zinco com células solares de perovskita (Getty Creative)
Protótipo de bateria solar renovável promete recarregar smartphones e smartwatches em até 30 segundos, combinando baterias de íon de zinco com células solares de perovskita (Getty Creative)
  • Protótipo de bateria solar renovável promete recarregar smartphones e smartwatches em até 30 segundos

  • Sistema combina baterias de íon de zinco com células solares de perovskita

  • Tecnologia promete unir alta densidade de energia e volume comparável às microbaterias e supercapacitores de última geração

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia Avançada de Surrey, no Reino Unido, anunciaram o desenvolvimento de um protótipo de bateria solar renovável e recarregável, que promete recarregar smartphones e smartwatches em até 30 segundos.

A instituição demonstrou como seu novo sistema foto-recarregável, que combina baterias de íon de zinco com células solares de perovskita, pode permitir que os wearables voltem à vida sem a necessidade de qualquer conexão.

"Esta tecnologia fornece uma estratégia promissora para o uso eficiente de energia limpa e permite que os eletrônicos sejam operados continuamente sem carregamento plug-in. Nosso protótipo pode representar um passo à frente em como interagimos com vestíveis e outros dispositivos de internet das coisas, como monitores remotos de saúde em tempo real", afirmou Jinxin Bi, um dos autores do estudo.

O sistema, considerado ecologicamente correto, é único devido a um design estrutural elegante e bem combinado entre a bateria integrada e a célula solar, permitindo demonstrar alta densidade de energia e volume comparável às microbaterias e supercapacitores de última geração.

Em particular, os pesquisadores introduziram pela primeira vez uma camada protetora de níquel (Ni) em microbaterias otimizadas de íon de zinco para estabilizar a configuração da bateria e facilitar o desempenho eletroquímico aprimorado. Em testes de laboratório, a bateria de íon de microzinco otimizada exibe densidade de energia volumétrica ultra-alta de 148 mWh cm −3 e densidade de potência de 55 W cm −3 na densidade de corrente de 400 C (5 mA cm −2 ), permitindo que sejam comparável com as micro-baterias ou supercapacitores de última geração fabricados por métodos convencionais.

“Os recursos exclusivos do nosso sistema ultrarrápido podem promover amplas aplicações em internet das coisas, sistemas de energia autônomos e eletrônicos de emergência”, disse Yunlong Zhao, co-líder do projeto e especialista em baterias para wearables e implantáveis ​. “Além disso, ampliará a percepção e a visão de projetar a próxima geração de sistemas foto-recarregáveis ​​flexíveis miniaturizados.