Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.667,66
    +293,79 (+0,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.232,20
    -741,07 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,56
    +2,74 (+3,27%)
     
  • OURO

    1.813,40
    -3,10 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    42.352,96
    +646,47 (+1,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.009,15
    -0,24 (-0,02%)
     
  • S&P500

    4.577,11
    -85,74 (-1,84%)
     
  • DOW JONES

    35.368,47
    -543,34 (-1,51%)
     
  • FTSE

    7.563,55
    -47,68 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    -105,25 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    28.257,25
    -76,27 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    15.239,50
    -356,25 (-2,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3045
    +0,0107 (+0,17%)
     

Protesto contra restrições à Covid-19 em Bruxelas escala para violência

·1 min de leitura

BRUXELAS (Reuters) - A polícia disparou gás lacrimogêneo e usou canhões de água neste domingo para dispersar manifestantes que atiraram paralelepípedos e fogos de artifício em policiais durante protestos em Bruxelas contra restrições à Covid-19 impostas pelo governo e que se tornaram violentos.

Alguns milhares de manifestantes marcharam pacificamente pelo centro da capital belga até o bairro que abriga a sede das instituições da União Europeia (UE), onde a manifestação chegou ao seu ponto final.

No bairro da UE, um grupo de manifestantes vestindo capuzes pretos e gritando "liberté" (liberdade) começou a atirar pedras na polícia, que reagiu com gás lacrimogêneo e canhões de água, de acordo com imagens e relatos dos jornalistas da Reuters presentes.

Os manifestantes protestavam contra regras impostas em outubro que obrigam pessoas a mostrar passaporte de vacinação contra o coronavírus para acessar bares e restaurantes.

(Por John Cotton, Sean Carter e Francesco Guarascio)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos