Mercado fechado

Protótipo SN9 do Starship passa pelo primeiro teste de ignição estática

Danielle Cassita
·2 minuto de leitura

Nesta quarta-feira (6), o protótipo SN9, o mais novo do veículo Starship, passou por um breve teste de ignição estática nas instalações da SpaceX no Texas, no qual os três motores Raptor foram ativados por cerca de um segundo. Os resultados do teste ainda não estão prontos, mas é esperado que seja feita uma rápida análise da performance do veículo para que seja possível realizar um teste de lançamento em breve.

Como o nome já indica, a ignição estática é um procedimento de rotina em que os motores do foguete são ativados, mas o veículo se mantém preso ao chão para ser feita a coleta de dados sobre o desempenho dos motores. Então, se tudo correr bem, pode ser que o SN9 possa voar em alguns dias — embora exista a possibilidade de mais testes antes da realização de um voo propriamente dito. Por exemplo, o SN8, protótipo anterior, realizou quatro ignições estáticas antes de seu teste de voo.

Confira a realização da ignição estática:

Quando realizou seu teste de voo, o SN8, também alimentado por três motores Raptor, conseguiu alcançar altitude de cerca de 12,5 quilômetros — os outros protótipos não haviam passado dos 150 metros. Depois, ao pousar, o veículo explodiu em uma enorme bola de fogo; vale lembrar que isso não sinaliza fracasso no procedimento, já que a SpaceX conseguiu os dados e informações que desejava e, portanto, considerou que o teste foi um grande sucesso. No caso dos protótipos anteriores, os testes resultaram em algumas explosões e veículos perdidos, como ocorreu com o SN4, que explodiu durante o procedimento; já o SN1 falhou durante o teste criogênico e acabou amassado, enquanto o SN3 foi destruído em função de um erro de configuração.

A SpaceX vem trabalhando no sistema Starship que, futuramente, será o veículo poderoso que levará cargas e até 100 pessoas para a Lua, Marte e outros destinos distantes. O sistema conta com a nave de mesmo nome, com 50 metros, além do propulsor Super Heavy, que estará equipado com 31 motores Raptor. Ambos serão totalmente reutilizáveis.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: