Mercado fechará em 1 h 26 min
  • BOVESPA

    124.021,29
    -1.982,57 (-1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.921,47
    +23,68 (+0,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,61
    -0,30 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.800,50
    +1,30 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    37.906,34
    -1.696,18 (-4,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    893,42
    +17,19 (+1,96%)
     
  • S&P500

    4.387,97
    -34,33 (-0,78%)
     
  • DOW JONES

    34.968,52
    -175,79 (-0,50%)
     
  • FTSE

    6.996,08
    -29,35 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.086,43
    -1.105,89 (-4,22%)
     
  • NIKKEI

    27.970,22
    +136,93 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    14.876,75
    -241,00 (-1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1223
    +0,0120 (+0,20%)
     

Protótipo de hotel no espaço pode ser lançado já em 2023

·3 minuto de leitura
Protótipo de hotel no espaço pode ser lançado já em 2023
Protótipo de hotel no espaço pode ser lançado já em 2023

A startup Orbital Assembly Corporation, uma empresa de construção espacial dirigida por ex-funcionários da Nasa, divulgou algumas novidades sobre seu projeto de hotel no espaço. Em um comunicado à imprensa, a empresa declarou que vem evoluindo no desenvolvimento da tecnologia necessária para tirar o empreendimento do papel. O escopo do projeto prevê que o local, que promete ser um hotel de luxo, seja inaugurado até 2030.

Segundo eles, foi realizada uma demonstração da tecnologia para investidores durante a inauguração oficial de sua sede, localizada na cidade de Fontana, no estado americano da Califórnia. A Orbital Assembly, que se autodenomina como a primeira empresa de construção espacial de grande escala, está desenvolvendo robôs semi-autônomos, que serão enviados ao espaço para colocar a estrutura que dará origem ao hotel de pé.

Estação Espacial Voyager

O projeto da Estação Espacial Voyager (VSS), que é como o hotel foi batizado, prevê um empreendimento de luxo circular com diâmetro de 200 metros e gravidade simulada semelhante aos níveis vistos na Lua. Agora, a empresa apresentou uma das tecnologias que tornará isso possível, o DSTAR, sigla em inglês para Demonstração do Robô de Montagem de Treliças Estruturais.

Ilustração mostra astronauta na Estação Espacial Voyager
Hotel será o maior empreendimento construído fora da Terra. Crédito: Orbital Assembly Corporation/Divulgação

“Hoje alcançamos nosso marco na validação da Demonstração Robô de Montagem de Treliças Estruturais (DSTAR)”, declarou o diretor de operações e vice-presidente de habitação da Orbital Assembly, Tim Alatorre, em nota. “Assistir ao DSTAR montar a estrutura de treliça de seis toneladas e se expandir para o comprimento de um campo de futebol como será no espaço foi uma emoção para todos”.

Segundo Alatorre, a demonstração coloca a empresa no caminho certo para o cumprimento de seu cronograma, que prevê o primeiro lançamento de uma missão para 2023. Em sua conta no Twitter, a empresa classificou a demonstração como “um sucesso retumbante”, prometendo compartilhar mais detalhes sobre a tecnologia apresentada no evento em um futuro próximo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Maior construção no espaço

A VSS foi projetada para ser o maior empreendimento já construído na órbita da Terra, sendo projetado para oferecer um ambiente de luxo em gravidade artificial para seus hóspedes. Agora, o próximo passo é o lançamento do PSTAR (Protótipo do Robô de Demonstração de Montagem de Treliças Estruturais, que deve ser mandado para a órbita baixa da Terra em 2023.

O PSTAR montará uma treliça de 52 metros em um círculo para formar um anel, que servirá como um protótipo para o hotel no espaço. Dentro desse círculo, quatro módulos de propulsão a bordo usarão o empuxo para girar o anel. Caso tudo corra como o planejado, a Orbital Assembly terá demonstrado, pela primeira vez, os níveis lunares de gravidade artificial sendo alcançados no espaço.

Leia mais:

A Orbital Assembly planeja que o hotel esteja operacional até o ano de 2027, disponibilizando aos clientes ambientes como spa, academias, restaurantes temáticos, salões para observação da Terra, bares e até um local para a realização de shows. Segundo a empresa, o hotel no espaço terá capacidade para acomodar até 400 hóspedes e também receberá agências espaciais para realizar experimentos em gravidade artificial.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos