Mercado abrirá em 2 h 7 min

Prosegur é alvo de ataque ransomware e precisa parar suas operações

Wagner Wakka

A empresa de segurança e transporte de dinheiro Prosegur sofreu um ataque de ransomware no último dia 27 e precisou parar as suas atividades por um dia. O grupo foi atingido por um vírus Trojan chamado Ryuk, usado nos golpes que criptografam todos os arquivos no sistema e pedem uma recompensa em bitcoins para devolver as informações.

A própria empresa confirmou o ataque em mensagem pelo Twitter. “A Prosegur informa que hoje, quarta-feira, 27 de novembro, houve um incidente de segurança de informações em nossas plataformas de telecomunicações”, disse a empresa na rede social.


“Desde que o incidente foi detectado, a Prosegur imediatamente ativou os protocolos de segurança. A companhia tem implementado todas as ações necessárias para evitar que afete seus serviços. Além disso, a Prosegur restringiu a comunicação com seus clientes para evitar qualquer propagação”, completou a empresa em rede social.

Por conta do ataque, a empresa precisou desligar seu sistema de redes de TI e mandar os funcionários para casa. Atualmente, ele tem perto de 170 mil pessoas trabalhando em todo mundo.

Há um surto com o ransomware nos Estados Unidos nos últimos meses. Um deles foi em 110 casas de repouso para idosos que foram afetadas pelo mesmo problema. Apesar de serem informados para não pagar para ter as informações novamente, golpes com o Ryuk já somam 705 bitcoins em cinco meses. Isso é equivalente a US$ 3,7 milhões.

Agora, o sistema da Prosegur está novamente no ar. Contudo, o pesquisador Kevin Beaumont monitorou pelo Twitter casos de clientes que não conseguiram fazer movimentações pela empresa. Ainda não há dados sobre como isso afetou os negócios da Prosegur.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: