Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.791,62
    -1.638,92 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.766,73
    +202,46 (+0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,98
    -1,89 (-2,40%)
     
  • OURO

    1.960,50
    +15,20 (+0,78%)
     
  • BTC-USD

    23.420,15
    +261,47 (+1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    532,48
    +289,80 (+119,42%)
     
  • S&P500

    4.120,09
    +43,49 (+1,07%)
     
  • DOW JONES

    34.130,90
    +44,86 (+0,13%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    -10,59 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    22.072,18
    +229,85 (+1,05%)
     
  • NIKKEI

    27.346,88
    +19,77 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.384,25
    +232,25 (+1,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5518
    +0,0362 (+0,66%)
     

Proprietários de carros Tesla na China protestam contra cortes surpresa de preços

Protesto em showroom da Tesla em Chengdu

XANGAI (Reuters) - Centenas de proprietários de carros Tesla se reuniram em showrooms e centros de distribuição da montadora na China neste fim de semana, exigindo descontos e crédito após cortes repentinos de preços. Para eles, essa redução significa que eles pagaram a mais por carros elétricos comprados recentemente.

No sábado, cerca de 200 compradores recentes do Tesla Model Y e Model 3 se reuniram em um centro de entrega da Tesla em Xangai para protestar contra a decisão da montadora dos EUA de reduzir os preços pela segunda vez em três meses na sexta-feira.

Polícia impede entrada em unidade da Tesla em Xangai
Polícia impede entrada em unidade da Tesla em Xangai

Muitos disseram acreditar que os preços cobrados pela Tesla por seus carros no final do ano passado não seriam cortados tão abruptamente ou tão profundamente quanto a montadora acaba de anunciar em um movimento para estimular as vendas e apoiar a produção em sua fábrica em Xangai.

O vencimento programado de um subsídio do governo no final de 2022 também levou muitos a concluir suas compras.

Vídeos postados nas redes sociais mostraram multidões nas lojas da Tesla e centros de entrega em outras cidades chinesas, de Chengdu a Shenzhen, sugerindo uma reação ampla dos consumidores.

Após os descontos surpresa de sexta-feira, os preços dos veículos elétricos da Tesla na China estão agora entre 13% e 24% abaixo dos níveis de setembro.

Enquanto as montadoras consolidadas costumam dar descontos para gerenciar estoques e manter as fábricas funcionando quando a demanda enfraquece, a Tesla opera sem concessionárias, e a transparência de preços faz parte da imagem de sua marca.

"Pode ser uma prática comercial normal, mas não é assim que uma empresa responsável deve se comportar", disse o proprietário de um Tesla que protestou no centro de entregas da empresa no subúrbio de Minhang, em Xangai, no sábado, e deu seu sobrenome como Zhang.

A Tesla não planeja compensar os compradores que aceitaram a entrega antes do corte de preço mais recente, disse um porta-voz da Tesla China à Reuters no sábado.

Ele não respondeu quando solicitado a comentar os protestos.

(Por Brenda Goh, Zhang Yan e Casey Hall)