Mercado abrirá em 9 h 58 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,34
    +0,70 (+0,98%)
     
  • OURO

    1.775,50
    +6,50 (+0,37%)
     
  • BTC-USD

    35.149,46
    -431,70 (-1,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    872,57
    -67,38 (-7,17%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.515,80
    -285,47 (-0,99%)
     
  • NIKKEI

    27.980,87
    -983,21 (-3,39%)
     
  • NASDAQ

    14.004,25
    -30,75 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0383
    +0,0022 (+0,04%)
     

Propostas para tributar cobre ganham força do Chile ao Peru

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Uma proposta para tributar as vendas de cobre do Chile com alíquotas de até 75% repercute no Peru, onde o candidato à presidência que lidera as intenções de voto quer impor medida semelhante.

Pedro Castillo, que prometeu nacionalizar um grande campo de gás e obter mais ganhos da mineração para financiar gastos sociais, acaba de incluir um imposto sobre as vendas de cobre à sua plataforma em documento compartilhado no Twitter no domingo.

O candidato de esquerda, com uma pequena vantagem nas pesquisas sobre o rival antes do segundo turno, entra para uma lista de políticos de países produtores de cobre que buscam ganhar uma fatia maior dos preços recordes para combater a pobreza. No Chile, o maior produtor, a Câmara dos Deputados aprovou no início do mês um sistema de impostos progressivos sobre as vendas de cobre, no que pode se tornar uma das tarifas mais pesadas da mineração global.

“Notemos que a Câmara dos Deputados do Chile já aprovou um novo royalty cuja alíquota chega a 75% se exceder US$ 4 a libra, como é o caso hoje”, segundo o documento do partido Peru Livre, de Castillo.

Entre as medidas propostas estão um novo imposto sobre lucros, royalties com base nas vendas, “como fazem países vizinhos como Chile e Colômbia”, e a renegociação de contratos de estabilidade tributária com grandes empresas, segundo o documento.

No Chile, o setor de mineração e o governo dizem que os royalties sobre as vendas de cobre - que seriam adicionais aos impostos corporativos e outra taxa sobre os lucros da mineração - corroeriam a competitividade do Chile e paralisariam os investimentos.

O Peru, onde atuam empresas como Freeport-McMoRan e BHP, é o maior produtor de cobre depois do Chile e um grande fornecedor de zinco, prata e ouro.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos