Mercado fechará em 6 h 48 min

Propaganda política de Trump com imagem da NASA gera polêmica nos EUA

A missão SpaceX, que decolou do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, em 30 de maio

A campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, gravou uma propaganda eleitoral que mostra o lançamento do SpaceX no sábado passado e os astronautas que tripularam esta missão, em aparente violação do regulamento da NASA - relata a imprensa americana.

Intitulado "Make Space Great Again" ("Torne o Espaço Grande de Novo", em tradução livre) e divulgado no YouTube, o vídeo inclui imagens do programa Apollo, assim como da missão Demo-2 do SpaceX e dos astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley, de acordo com o site SpaceNews.com.

O vídeo foi rapidamente removido do YouTube.

A NASA geralmente autoriza o uso de fotos e vídeos em peças publicitárias, mas não de suas insígnias e astronautas.

"Como agência do governo, a NASA não endossará nem apoiará nem parecerá promover, ou apoiar, um produto, serviço, ou atividade comercial. Portanto, existem limites estritos para o uso de qualquer uma das identidades da NASA e das imagens de emblemas nos anúncios", diz o regulamento publicitário da agência espacial.

A esposa de Doug Hurley, a ex-astronauta Karen Nyberg, e o filho de ambos apareceram no vídeo, segundo os relatos.

"Acho preocupante que uma imagem minha e de meu filho seja usada em uma propaganda política sem o meu conhecimento, ou consentimento. Está errado", disse Karen Nyberg no Twitter.

A SpaceX se tornou, no sábado passado, a primeira empresa privada a lançar uma missão tripulada ao espaço. A decolagem foi do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, (Flórida) na presença do presidente Trump, um êxito que devolve aos EUA a capacidade de retornar ao espaço após uma interrupção de nove anos.

Trump relançou a corrida espacial e estabeleceu o objetivo de enviar uma mulher à Lua em 2024, além de uma viagem tripulada a Marte em 2033. Ambos os prazos são considerados pouco realistas e causaram conflitos dentro da NASA.