Mercado abrirá em 3 h 30 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,94
    -0,72 (-0,87%)
     
  • OURO

    1.804,40
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    59.745,72
    +644,13 (+1,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.444,49
    -29,84 (-2,02%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.223,79
    -29,48 (-0,41%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.628,25
    +41,00 (+0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4511
    +0,0264 (+0,41%)
     

Promotoria recomenda suspensão de nomeação de condenado em 2ª instância por Doria

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 10.08.2021 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), durante a inauguração da estação Mendes-Vila Natal da linha-9 Esmeralda da CPTM. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 10.08.2021 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), durante a inauguração da estação Mendes-Vila Natal da linha-9 Esmeralda da CPTM. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A promotora Carla Maria Altavista Mapelli, do Ministério Público de São Paulo, recomendou a suspensão da nomeação do perito criminal Samuel Alves de Melo Neto, 55, para chefiar o IC (Instituto de Criminalística) do estado, considerado o mais importante do país.

Melo Neto foi condenado em segunda instância pela Justiça paulista sob a acusação de participar de esquema criminoso de investigações ilegais. Ele ainda recorre da decisão no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Melo Neto chegou a ser demitido da polícia em 2014, mas conseguiu permanecer no cargo por força de liminar e reverteu a decisão no Tribunal de Justiça em 2019.

No mesmo acórdão, o TJ também reduziu a pena dele de cinco anos e nove meses de reclusão em regime semiaberto para três anos e dez meses de reclusão em regime aberto –pena substituída por duas medidas restritivas de direitos (não definidas na decisão).

A manifestação do Ministério Público se deu em ação popular de autoria do deputado Arthur do Val (Patriota-SP) e do vereador Rubinho Nunes (PSL-SP), que argumentam que a escolha de Melo Neto fere os princípios da moralidade e da impessoalidade administrativas.

Eles pedem a anulação ou, em caráter liminar, a suspensão da nomeação.

A promotora considerou que os dois membros do MBL conseguiram demonstrar que há risco envolvido em aguardar a decisão da Justiça a respeito da anulação da nomeação e, nesse sentido, decidiu apoiar o pedido de suspensão dela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos