Mercado fechará em 2 mins
  • BOVESPA

    111.269,04
    +596,28 (+0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.334,28
    -68,42 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +1,29 (+1,55%)
     
  • OURO

    1.786,90
    +16,40 (+0,93%)
     
  • BTC-USD

    66.610,76
    +3.155,45 (+4,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.551,51
    +70,71 (+4,77%)
     
  • S&P500

    4.536,02
    +16,39 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    35.610,81
    +153,50 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.370,00
    -28,50 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4559
    -0,0403 (-0,62%)
     

Promoções de negros para gerência do Walmart desaceleram nos EUA

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Os esforços do Walmart para aumentar a diversidade racial nos cargos de alto escalão estão desacelerando, segundo novos dados que mostram redução dos índices de promoção de trabalhadores negros.

Most Read from Bloomberg

O maior empregador privado dos Estados Unidos disse que funcionários afro-americanos e negros responderam por 13,5% das promoções nos EUA no primeiro semestre deste ano fiscal, segundo relatório sobre diversidade divulgado na sexta-feira. O número se compara a 14,1% no fim do ano passado e a 17,2% em meados de 2020. O dado inclui funcionários promovidos de cargos com salários por hora a gerentes, bem como gerentes promovidos a postos mais altos.

A queda destaca os desafios que funcionários negros ainda enfrentam ao tentarem subir na hierarquia corporativa, apesar das promessas generalizadas de reduzir as desigualdades raciais após o assassinato de George Floyd no ano passado.

Ao contrário de outras grandes empresas dos EUA, o Walmart não anunciou metas específicas para a representação de mulheres ou minorias no alto escalão. A varejista reservou US$ 100 milhões para criar um centro de equidade racial e aprimorou a divulgação de estatísticas sobre diversidade, que agora são publicadas duas vezes ao ano.

“Embora estejamos animados pelo crescimento de nossa representação negra e afro-americana em nossa equipe de liderança, reconhecemos que estamos em uma jornada e temos mais trabalho a fazer”, disse a porta-voz do Walmart, Melissa Hill.

Em pesquisa interna no final do ano passado, alguns gerentes negros do alto escalão do Walmart disseram que avançar na carreira é difícil na rede de varejo e que não recomendariam trabalhar no grupo. A maioria dos entrevistados deu classificações medianas sobre satisfação na carreira.

Apesar dos funcionários negros receberem uma proporção menor das promoções, a parcela de executivos do Walmart - aqueles no nível de vice-presidente ou acima - que se identificam como afro-americanos ou negros subiu de 6,9% há um ano para 9,1%. Trabalhadores negros representaram 28,7% de todas as novas contratações nos Estados Unidos, um pouco acima do ano anterior.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos