Mercado abrirá em 8 h 30 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,12
    +0,24 (+0,34%)
     
  • OURO

    1.866,30
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    40.411,93
    +1.269,57 (+3,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.012,09
    +43,25 (+4,46%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.622,75
    -219,38 (-0,76%)
     
  • NIKKEI

    29.443,81
    +282,01 (+0,97%)
     
  • NASDAQ

    14.142,50
    +17,75 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1472
    +0,0157 (+0,26%)
     

Projetos sociais do Rio e SP podem se inscrever para concorrer a programa de apoio financeiro e consultoria jurídica

·1 minuto de leitura

Projetos sociais ligados à educação e empreendedorismo do Rio de Janeiro e de São Paulo terão uma chance de ganhar apoio financeiro para desenvolver novas ações. Estão abertas as inscrições para a seleção dos projetos, que vão receber, em conjunto R$ 580 mil - R$ 420 mil em recursos financeiros e R$ 160 mil em consultoria jurídica. A chamada pública foi lançada pelo escritório Bichara Advogados em comemoração aos seus 20 anos.

A seleção dos projetos será feita com o auxílio de uma banca independente. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 21 de março, pelo site do escritório . Serão selecionados até oito projetos nas regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e de São Paulo. O resultado será divulgado no segundo semestre de 2021.

Os projetos serão avaliados conforme critérios específicos previstos. É necessário que eles estejam engajados com as frentes de educação e empreendedorismo voltados à formação profissional, capacitação, multiplicação de conhecimento, inserção no mercado, formação empreendedora e inclusão digital. Sempre em iniciativas voltadas para a grupos minoritários.

Serão destinados, entre os meses de março e agosto, R$420 mil em recursos financeiros e R$ 160 mil em assessoria jurídica para até oito instituições selecionadas.