Mercado fechado

Projeto promove educação alimentar para moradores de comunidades do Catete

Larissa Medeiros*
·1 minuto de leitura
Divulgação / Associação de Moradores de Tavares Bastos

RIO — Convencer alguém da importância do consumo de alimentos saudáveis não é fácil. Por isso, o projeto Brotando Saúde, organizado pelo grupo Preserva Catete em parceria com o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA Brasil), promove, desde o início do mês, a educação alimentar e ecológica de dez famílias por meio da doação quinzenal de cestas saudáveis e guias de nutrição. Elas são moradoras das comunidades Tavares Bastos e Guararapes.

— Com apoio das associações de moradores, selecionamos famílias que estejam dispostas a entrar num plano alimentar junto ao Preserva Catete e ao MPA, que cultiva alimentos sem aditivos químicos nem agrotóxicos. Se aceitam, fazemos trocas de receitas saudáveis via WhatsApp para elaboração de pratos nutritivos e conscientização sobre o benefício desses alimentos — explica Martha Niklaus, integrante do projeto.

Quem quiser ajudar a iniciativa pode fazer doações de qualquer valor pelo site Benfeitoria. O Preserva Catete também divulga as ações em suas redes sociais (@preservacatete).

*Estagiária, sob a supervisão de Milton Calmon Filho

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)