Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.710,13
    +290,60 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.727,79
    -478,80 (-0,92%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,14
    -2,51 (-2,97%)
     
  • OURO

    1.795,90
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    58.448,95
    -3.675,98 (-5,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.400,90
    -73,43 (-4,98%)
     
  • S&P500

    4.564,16
    -10,63 (-0,23%)
     
  • DOW JONES

    35.573,59
    -183,29 (-0,51%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    -409,53 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    29.098,24
    -7,77 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.625,25
    +80,25 (+0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4605
    +0,0064 (+0,10%)
     

Projeto de orçamento da Argentina prevê crescimento de 4% do PIB em 2022, com inflação de 33%

·1 minuto de leitura
Ministro da Economía da Argentina, Martín Guzmán

BUENOS AIRES (Reuters) - O Produto Interno Bruto da Argentina crescerá 4% em 2022, com inflação anual de 33%, de acordo com projeto de orçamento que chegou ao Congresso na quarta-feira minutos antes da meia-noite.

O projeto orçamentário, que deve ser aprovado pelo Congresso, foi apresentado no mesmo dia em que o governo enfrentou uma crise, com pedido de demissão de vários ministros que pertencem à "ala dura" do partido no poder, após derrota eleitoral do peronismo nas eleições legislativas de domingo.

O presidente de centro-esquerda, Alberto Fernández, fez uma

reunião de emergência na tarde de quarta-feira com os ministros leais, que expressaram publicamente seu apoio, mas não disse até agora se aceitará os pedidos de demissão.

Após a crise que a economia local sofreu em 2020, agravada pela pandemia do coronavírus, o governo espera que o PIB cresça 8% em 2021, com uma inflação que pode ultrapassar os 40%, segundo estimativas de analistas.

Especialistas preveem mudanças nos rumos da política econômica do governo, que hoje enfrenta inflação alta, pobreza de 42% e negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para renegociar uma dívida de 44 bilhões de dólares.

(Reportagem de Jorge Iorio)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos