Mercado fechará em 6 h 59 min
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,32
    -0,34 (-0,46%)
     
  • OURO

    1.774,40
    -8,50 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    29.969,20
    -2.309,69 (-7,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    714,80
    -135,54 (-15,94%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.086,32
    +24,03 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.125,25
    -4,75 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9850
    +0,0097 (+0,16%)
     

Museu da Imigração estreia Projeto Raiz que aborda xenofobia e refúgio

·1 minuto de leitura

O Museu da Imigração estreou hoje (5) o projeto Raiz, que promove um espaço de escuta no jardim da instituição sobre temas como identidade, direitos humanos, xenofobia, refúgio, natureza e herança. Após a perda de uma das figueiras centenárias do museu, esse projeto foi desenvolvido para ocorrer próximo ao tronco restante da árvore, disponibilizando aos visitantes conteúdos em áudio. As narrações, poesias e cantos foram produzidos especialmente para o projeto.

A ação foi inaugurada com uma produção do historiador e escritor Leandro Karnal. Nos próximos meses, o museu divulgou que haverá materiais do cantor e compositor Emicida e da jornalista Jessica Senra.

Ainda em maio, entre os dias 5 e 30, os visitantes poderão assistir ao documentário Adelante - A Luta das Venezuelanas Refugiadas no Brasil, dirigido pela cineasta e jornalista Luiza Trindade. Durante o horário de funcionamento do museu - quarta a domingo, das 11h às 17h -, os visitantes poderão assistir ao filme, que conta as histórias de oito mulheres, além de visualizar fotografias realizadas no processo de gravação.

Na programação remota, a live A Situação das Mobilidades Humanas na Pandemia traz, no dia 13, uma conversa com o Padre Assis Tavares, vindo de Cabo Verde que atua na favela de Vila Prudente, em São Paulo, com populações marginalizadas. O projeto mensal promove entrevistas com migrantes ou pesquisadores para tratar da situação das mobilidades na pandemia de covid-19. O evento será transmitido ao vivo pela conta no Instagram do museu, às 17h.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos