Mercado fechará em 1 h 5 min
  • BOVESPA

    110.140,00
    -1.783,93 (-1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.765,90
    -468,47 (-0,91%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,37
    -1,61 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.782,10
    -27,50 (-1,52%)
     
  • BTC-USD

    17.083,46
    +69,02 (+0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    403,62
    -7,60 (-1,85%)
     
  • S&P500

    4.006,85
    -64,85 (-1,59%)
     
  • DOW JONES

    34.007,37
    -422,51 (-1,23%)
     
  • FTSE

    7.567,54
    +11,31 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.834,75
    -175,50 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5218
    +0,0278 (+0,51%)
     

Projeto conjunto UNESCO-Huawei "Escolas Abertas para Todos" é apresentado na COP27

Objetivo é repensar e criar a próxima geração de instituições de ensino e estudantes

SHARM EL-SHEIKH (Egito), November 16, 2022--(BUSINESS WIRE)--A diretora-geral adjunta de Educação da UNESCO, Stefania Giannini, disse que as tecnologias digitais, voltadas para a inclusão e a igualdade, podem transformar o futuro dos sistemas de ensino e aprendizagem.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20221115005865/pt/

Watch Huawei’s interview with Stefania Giannini here: https://www.huawei.com/en/media-center/multimedia/videos/2022/transform-talk-education-is-key (Photo: Business Wire)

"É fundamental aproveitar a tecnologia e mudar os modelos de educação", afirmou Giannini ao discursar em um evento paralelo sobre o projeto "Escolas Abertas para Todos" da UNESCO-Huawei durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP27), realizada no Egito.

Giannini explicou que o projeto conjunto "pode ajudar os países a repensar e criar uma nova geração de escolas e estudantes", à medida que a juventude enfrenta cada vez mais os desafios e riscos causados pelas mudanças climáticas.

O evento, dedicado a uma parceria desenvolvida pelo setor de Educação da UNESCO com a Huawei e os Ministérios da Educação do Egito, Etiópia e Gana, também apresentou resultados preliminares das escolas abertas nos três países africanos.

"O objetivo de não deixar ninguém para trás no mundo digital, permitir equidade e qualidade na educação é um dos quatro domínios focados na iniciativa de inclusão digital Huawei TECH4ALL", disse Catherine Du, chefe do programa TECH4ALL da Huawei.

Ela acrescentou: "Além disso, acreditamos que as TIC são um facilitador essencial para um mundo mais verde, com abordagens como redução de emissão de carbono, energia renovável, economia circular e conservação da natureza com tecnologia".

Trabalhando com mais de 20 parcerias diferentes, o programa educacional da TECH4ALL ajudou a conectar escolas, promovendo habilidades digitais e apoiando o currículo STEAM para estudantes e docentes do K12 em mais de 400 instituições de ensino do mundo inteiro, bem como pessoas jovens e idosas sem emprego.

Sobre o valor do projeto UNESCO-Huawei, Reda Hegazy, ministro da Educação e Educação Técnica do Egito, comentou que ele "está intimamente alinhado com a orientação geral das necessidades e questões do estado egípcio".

Desde 2021, o Ministério da Educação e Educação Técnica do Egito, em cooperação com a UNESCO e a Huawei, organizou várias reuniões para preparar e analisar documentos do projeto.

"Gostaria de enfatizar a necessidade crucial de esforços colaborativos entre todas as partes interessadas para garantir não apenas o acesso igualitário aos recursos educacionais, mas também para cumprir as obrigações sociais com os alunos e as alunas", disse Hegazy.

Somente no Egito, o projeto conjunto UNESCO-Huawei visa capacitar 950 mil pessoas nos campos da docência, diretoria e supervisão para integrar mais efetivamente as TIC em sua prática diária. Em última instância, espera-se que 23 milhões de estudantes do nível de educação básica no país se beneficiem de uma experiência de aprendizagem digital melhor e mais equitativa.

A Huawei opera na África há mais de 20 anos, ajudando a conectar mais de 1 bilhão de pessoas em mais de 50 nações africanas, como parte do compromisso abrangente da empresa de ajudar a reduzir a divisão digital e enriquecer a vida de todo mundo.

Sobre a Huawei

Fundada em 1987, a Huawei é fornecedora líder global de infraestrutura e dispositivos inteligentes de tecnologia da informação e comunicação (ICT). Temos 195.000 funcionários e operamos em mais de 170 países e regiões, atendendo a mais de três bilhões de pessoas em todo o mundo.

Nossa visão e missão é levar o digital a cada pessoa, casa e organização para contar com um planeta totalmente conectado e inteligente. Para isso, nosso foco de trabalho está na conectividade ubíqua e no acesso inclusivo à rede, estabelecendo as bases para um mundo inteligente; fornecer potência de computação diversificado onde e quando for preciso para levar a nuvem e a inteligência aos quatro cantos da Terra; criar plataformas digitais para ajudar todos os setores e organizações a serem mais ágeis, eficientes e dinâmicos; e redefinir a experiência do usuário com IA, tornando-a mais inteligente e personalizada para as pessoas em todos os aspectos de sua vida, seja em casa, no trânsito, no trabalho, divertindo-se ou fazendo exercício. Para mais informações, acesse www.huawei.com ou siga a gente em:

http://www.linkedin.com/company/Huawei

http://www.twitter.com/Huawei

http://www.facebook.com/Huawei

http://www.youtube.com/Huawei

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20221115005865/pt/

Contacts

Huawei, Francis Yang, +86 13871384929, yangmingxi1@huawei.com