Mercado fechado

Projeções indicam conta de luz 13% mais cara em 2022

·2 min de leitura
Caso a seca se prolongue por 2022 o acréscimo a conta de luz pode ser ainda maior. (Rafael Henrique/Getty Images)
Caso a seca se prolongue por 2022 o acréscimo a conta de luz pode ser ainda maior. (Rafael Henrique/Getty Images)
  • Falta de chuvas e uso de termo elétricas trouxe dívidas de R$ 13,89 bilhões às geradoras de energia

  • Para socorre as empresas o governo federal liberou empréstimos de cerca de R$ 14 bilhões

  • O pagamento dos empréstimos podem elevar a conta de luz do consumidor

Não chove tão pouco no Brasil desde 1931. A falta de chuva reduz o nível das represas das hidrelétricas, diminui a produção de energia e exige o uso das termoelétricas, usinas de produção de energia por meio da queima de gás, minérios ou óleos. Essa combinação pode aumentar a sua conta de luz em 2022.

O custo de produção de energia fecha 2021 com um saldo negativo de R$ 13,89 bilhões. Para equilibrar as contas das produtoras e distribuidoras de energia pelo país a conta de luz pode ter um aumento de 13% aproximadamente, segundo estimativas da TR Soluções, publicadas pelo Portal UOL.

Leia também:

A atual bandeira tarifária incrementa o valor de R$ 14,20 a conta de luz por cada 100kWh consumidos. As bandeiras tarifárias foram implementadas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para agilizar o repasse dos custos de produção de energia aos clientes.

Neste mês o presidente da república, Jair Bolsonaro (PL), autorizou empréstimos de cerca de R$ 14 bilhões de reais às geradoras e concessionárias de energia com o objetivo de auxiliá-las com os custos de produção de energia elétrica.

Para o pesquisador do Ceri (Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura), da FGV (Fundação Getulio Vargas), Diogo Lisbona, em entrevista ao UOL, esse socorro às empresas de energia prolonga os impactos da falta de chuva por mais tempo.

"Estamos falando de um empréstimo em um momento em que os juros estão subindo. Isso vai gerar um custo que será carregado para o futuro. Mas é claro que o governo vai evitar que haja um reajuste elevado na conta de luz em um ano eleitoral. [Fazer isso] é uma tendência de todo governo", explica Lisbona.

Caso a seca se prolongue por 2022 o acréscimo a conta de luz pode ser ainda maior, no entanto o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) fez projeções mais otimistas de chuvas para as hidrelétricas localizadas no sudeste e centro-oeste.

Com informações do Uol.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos