Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    62.137,24
    +2.536,14 (+4,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Projeção para inflação este ano aumenta pela 25ª semana, mostra Focus

·1 minuto de leitura
Consumidora faz compras em supermercado do Rio de Janeiro

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado deu sequência ao aumento das expectativas para a inflação neste ano pela 25ª semana seguida, ao mesmo tempo em que continuou a ver crescimento menor da atividade econômica em 2022, mostrou a pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central nesta segunda-feira.

O levantamento mostrou que a projeção agora para a alta do IPCA em 2021 é de 8,45%, de 8,35% na semana anterior. Para 2022, a conta também subiu e foi a 4,12%, de 4,10% antes.

O centro da meta oficial para a inflação em 2021 é de 3,75% e para 2022 é de 3,50%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Na semana passada, o BC aumentou a taxa básica de juros em 1 ponto percentual, ao patamar de 6,25% ao ano, e indicou que irá avançar em "território contracionista" ao dar sequência ao seu agressivo ciclo de aperto monetário para domar uma inflação que tem se mostrado mais persistente e disseminada.

O mercado aguarda agora a divulgação na terça-feira da ata desta reunião em busca de mais detalhes sobre a decisão. Ainda na quinta-feira o BC divulga também seu Relatório de Inflação.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa de crescimento este ano foi mantida em 5,04%, mas para o ano que vem caiu 0,06 ponto percentual, a 1,57%

A pesquisa semanal com uma centena de economistas mostrou ainda que não houve alterações na perspectiva para a taxa básica de juros, com o cenário para a Selic permanecendo em 8,25% este ano e em 8,50% no próximo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos